Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BOLSA DE FEIRA

Roxinha trabalhava numa casa de família. Quando nasceu o seu primeiro filho, ela deixou o emprego.
-Por que você não vai mais trabalhar aqui em casa?
-É o meu marido, comadre, que não quer que eu trabalhe fora, para cuidar melhor do nosso filhinho.
-Não me abandone, viu? Venha sempre me ver e traga o meu afilhado, para que eu possa abençoá-lo.
Todo mês, Roxinha visitava a sua comadre.
-Que bom te ver, comadre! Nossa! Como o Miguelzinho cresceu!
Cada visita era uma alegria para as duas, principalmente para Roxinha, que nunca voltava para casa com as mãos vazias.
Quando nasceu a sua segunda filha, passaram a ir os três.
-Já vai, comadre? É cedo! Fica mais!
-Não posso. Mais tarde, os ônibus passam muito cheios e é melhor irmos agora.
-Então, espera aí, que eu vou pegar uma sacola, para colocar essas coisinhas.
-Não precisa, comadre. Eu trouxe a minha “sabida”.


Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 08/12/2005
Código do texto: T82403

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55245 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 05:54)
Anna Célia