Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PERERECA

Marcelo, quando tinha seus três aninhos, era uma criança muito tímida.
Ele ganhou uma perereca de plástico, verde e molinha, e não desgrudava dela. Levava o batráquio para todo lado que ia. Ele comia e dormia agarradinho com seu bichinho de estimação.
Certa vez, o menino foi à missa com sua mãe e levou o seu brinquedo preferido.
No banco de trás estava um menino bem mais novo do que ele, que se encantou com a rãzinha.
Na hora de maior silêncio na Casa do Pai, no ato da Consagração, o garotinho jogou-a, lá na frente, e gritou:
-Olha a perereca, aí, geeeeeeeeente!!!
Toda a assembléia olhou e riu; até o padre.
O coleguinha falou alto:
-Quelo vê a peleleeeeeeeeeca!
E saiu do seu lugar, andando meio cambaleando, com suas perninhas cambotas.
Os fiéis não sabiam se riam do brinquedo, que fora parar no altar ou do bebê, que andava igual o animalzinho, pela igreja.



Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 15/12/2005
Reeditado em 15/12/2005
Código do texto: T86192

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55247 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:17)
Anna Célia