Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PAPAI NOEL DA FINANCEIRA

Dezembro. Um bico perfeito para o Natal. Na calçada, ele dança, canta, paquera... Vestido com um elegante traje vermelho de Papai Noel, com o musculoso corpo desenhado nas justas costuras, o belo jovem distribui panfletos da financeira. "Para que se apertar? Peça um empréstimo rápido e seguro".
Sua figura cordial e simpática atrai a atenção dos transeuntes que param para receber seus elogios e encontram em sua juventude um espelho para a negação do envelhecimento e dos anos que passam e apertam os orçamentos domésticos.
A lenda do Natal, alegria das crianças, é reinterpretada nas entrelinhas e contextualizada na possibilidade de alavancar o consumo no final de ano com alguns mimos. "Juros módicos. Os menores do mercado."
Uma farsa capitalista. O jovem tira a fantasia e já não é tão alegre, os tomadores de empréstimo tiram o extrato bancário e continuam endividados, as crianças esquecem o mito que um dia animou as noites natalinas com a expectativa de um pequeno presente...
"Parcele em doze meses."
Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 15/12/2005
Reeditado em 15/12/2005
Código do texto: T86301
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (789782 leituras)
2 áudios (1258 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:28)
Helena Sut

Site do Escritor