Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTO OU CRÔNICA ?

.
Desenvolvia  o meu tema, quando  surgiu a idéia de comentar a pergunta de um dos meus leitores. O que é o conto e a crônica? Será que todo o leitor tem conhecimento para distinguir um  gênero do outro ?
Julgando por mim quando arrastava as primeiras letras, afirmo que não sabia. A maioria dos leitores, principalmente aqueles iniciantes  não sabem a distinção destas peças literárias  como  as demais como ensaio, romance, poesia, sonetos, cordel, etc ...
Ainda não encontrei a minha definição em qualquer compendio, mas acredito que seja de fácil e de total  entendimento . Vamos lá ?
Defino estas duas peças literárias da seguinte maneira:
A CRÔNICA – É o retrato em texto e/ou com imagens de um fato ocorrido. A crônica possui esta característica... Tende narrar ou mostrar através da imagem um fato existente i.é que tenha acontecido. Exemplos podemos enumerar...
  Crônica Esportiva, Crônica Política, Crônica Social e outras.  É normal o escritor para amenizar ou embelezar o seu trabalho, colocar umas mentirinhas, sem que isto possa  modificar o fato principal. A este expediente damos o nome de " passarinho ". Cronistas mais  exagerados  enchem o seu escrito com passarinhos.  Numa entrevista com  Chico Buarque dizia ele que quando a mentira era total, a crônica despia-se da  sua característica principal,  para se transformar em um conto.
O CONTO – São de Guy de Maupassant, um dos maiores contistas do Século XIX (1850-1893),  a definição de ser o  gênero literário que escreve uma estória, uma ficção, um acontecimento real ou imaginário. Segundo o escritor, ele deve  possuir um bom início  e um  "Grand Finalle ". Que o término do conto seja surpreendente, completamente diferente daquilo que o leitor espera acontecer...  acrescentou.
Agatha Cristi faz isto muito bem...
Um dos seus alunos, certa vez inquiriu a Maupassant :
- Mestre! Se o conto necessita dessas características...e no meio,  no miolo  do escrito?
Ao que ele respondeu: No meio do conto deve aparecer o autor, o escritor com sua total  capacidade, com   o seu poder de criação...
Como cronista também  tenho procurado   me utilizar desta prática.
Tente !


Tino
Enviado por Tino em 20/12/2005
Código do texto: T88617
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tino
Fortaleza - Ceará - Brasil, 89 anos
34 textos (5229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:03)