Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO AZUL (você voltou pra mim Sonho Azul!)

Alguém sabe dizer em que momento os filhos crescem?

Em que mágico momento, a roda do tempo começa a girar um

pouco mais rápido e por que de repente, começa a acelerar?

Se “ontem” mesmo, ele era apenas uma criança!

Chegava da escola, o uniforme manchado de chocolate e refri,

o rostinho cheio de sardas, todo sorridente!

E um infalível "Manhéééé to com fome!!!"

"Filho! Pelo menos lava as mãos!"

Se ainda “ontem” ele entrava chorando pela porta,

o joelho machucado, a pedir band-aid!

“Vai arder??? Mãe... Assoopraaaa!!!”

“Isso... Pronto! Passou!” (beijo de mãe cura tudo)

Quando foi que ele parou de vir correndo da rua,

apenas a tempo de ver o desenho preferido?

O skate na mão, o boné virado para trás...

Sempre com pressa, o meu menino!

"Assiste comigo, mãe???"

(Que importância tinha a roupa pra lavar e passar?

Urgente mesmo era ver mais um episódio de Dragon Ball Z!)

Meu Deus, como fomos felizes!!!

A felicidade deveria ser algo que se pudesse guardar

numa espécie de frasco, e assim quando precisássemos

muito, seria só abrir...

Quantos dias, quantas noites felizes!

Quantas risadas gostosas ele deu ao concluir que,

“Mamãe jamais aprenderia a jogar vídeo game!"

Quantas lembranças boas nós temos!!!

Ainda sinto sua mãozinha na minha, no primeiro dia de aula,

Todo orgulhoso do uniforme, dando-me um beijo rápido...

Beijo que guardo até hoje, no meu coração!

Guardei tanta coisa... A primeira palavra: “Tita”

"Não é Tita! É mamãe! Repete comigo: ma-mãe"

Os primeiros passos... Primeiros passeios no parque...

As manhãs de sol no play do condomínio...

A primeira pipa... Presente da bisa Luzia. Era do batman.

Primeira bicicleta... (E as primeiras quedas)

E eu ali, vigiando de longe. Toda orgulhosa!!!

A formatura do pré... O teatrinho de Natal...

As perguntas! Tantas!!!

"Mãe, porque chove? O céu é MESMO azul?"

"É verdade que TODOS morrem? Mas ATÉ você mãe???"

"Monstro EXISTE de verdade???"

(Hoje infelizmente eu sei que existe...)

E que todas nós MÃES, também temos nossos super poderes!!!

Tempos doces e amenos foram aqueles!

Tempos de cotovelo “ralado” em tombo de skate ou bike...

Passou tão depressa!!! (roda do tempo sua malvada!)

E pensar que ainda “ontem” eu comentei abismada:

"Filho, você está quase da minha altura"

Hoje, fiquei baixinha perto dele...

Quem será esse menino homem? Esse que faz a barba (barba???)

Adora psy, só fala em rave e orkut?

Esse que já vive amores eternos de um fim de semana?

Quem é esse menino homem, que se joga em minha cama,

e pior, mal cabe nela?

Esse que me agarra, me puxa para ele e tem a "suprema

ousadia" de dizer que ganhei uns quilinhos?

"Eu não engordei!!!" Reclamo, faço cara feia.

“Não mãe, claro que não! Deve ser impressão minha!"

Mas de longe (de bem longe, porque o chinelo voaaaaaa,

e tenho ótima pontaria) tem a coragem (que desaforo!)

de gritar: "Minha gordinha lindaaaaaaa!!!”

Meu filho cresceu... Todos os filhos crescem...

Verdade óbvia, mas às vezes tão difícil!

Tem 16 anos, 1.85, e como toda mãe coruja que se preze,

claro que eu o acho muito bonito.

(a julgar pelo fã clube que tem, é mesmo)

É carinhoso, alegre e extrovertido, mas agora começou

com a estranha mania de querer cuidar de mim!!!

Dar-me conselhos!!! Tipo: "Cuidado ao atravessar a rua.

Os carros passam voando e você é MEIO distraída”

"Tua bolsa ta aberta! O celular desligado, e sem bateria!"

Trouxe MESMO a carteirinha do clube? (as vezes esqueço!)

Meu filho hoje esta bem. Começando a trabalhar com o pai.

Mas nem sempre foi assim...

(Por que sempre tem que haver um maldito MAS?)

Hoje eu não recolho tênis jogado pela casa,(não muitos)

Não preparo lancheira, não arrumo seu cabelo ruivo com gel,

e não corto mais suas unhas bem curtas.

Hoje eu o espero chegar da balada, ou da casa da namorada.

Ele está cada dia mais saudável, mais FELIZ!

Eu o espero, agradecendo a Deus, por ele e por mim.

A nossa caminhada foi longa e dolorosa, mas valeu a pena!!!

E mesmo nos piores momentos, quando tudo parecia perdido ou

quando tudo parecia resultar em nada,

Mesmo quando a dor foi indescritível, até mesmo quando

pensei ter perdido a FÉ, mesmo assim:

Continuamos a ser NÓS e seremos sempre!!!

Para mim, ele jamais deixou de ser um presente de Deus!

Aquela criança, que ao chegar da escola, ouvia-me dizer:

"Sonho azul,sonho azul, que bom! Você já chegou SONHO AZUL!"

Agora é esse menino homem, a quem digo todos os dias:

"Deus te acompanhe! Se cuida! E não esqueça:

Eu te amo muito, muito, muito!"

E rindo do meu jeito exagerado, responde:

"Eu sei mãe! Fica SUSSE" (sossegada)

"Eu também te amo muito, muito, muito!"

Esse sorriso! (Há algo mais lindo que sorriso de filho???)

Acho que foi esse sorriso que me manteve de pé!

Deu-me forças pra lutar e resgatar meu menino...

Esse que é e sempre será o meu lindo SONHO AZUL!!!



"I celebrate all day, my life and my friends

I believe me and continue clean!" (Renato Russo)



Carinhosa
Enviado por Carinhosa em 26/12/2005
Reeditado em 16/04/2013
Código do texto: T90660
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carinhosa
Curitiba - Paraná - Brasil
657 textos (164698 leituras)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:36)
Carinhosa