Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

História de Condomínio


Aí foi um auê.
É claro que todos no prédio estavam descontentes com a gestão do novo síndico, sujeitinho antipático e pretensioso. A rebelião era latente mas a descoberta foi o rastilho que incendiou a pólvora.
Era demais e só mesmo num prédio tão mal administrado isso aconteceria. Mais que simples falta de educação, o que todos viam era terrorismo. Sim, terror pelo terror. Coisa de quem deseja ver desestabilizada a sociedade. Coisa de quem não respeita os sentimento alheios.  Coisa de quem deseja o mal e o pratica.  Coisa de quem tem prazer com o sofrimento alheio. Coisa de quem não freqüentou uma escola. Coisa de quem se nela este, fugiu. Coisa de quem não tem educação. Coisa de quem não tem civilidade. Coisa de quem não tem patriotismo. Coisa de quem não sabe o que faz. Coisa de quem faz o que sabe não poder fazer. Coisa de quem não merece viver em sociedade. Coisa de quem deveria ser isolado numa ilha deserta para lá deixar aflorar seus maus sentimentos. Coisa de quem deveria morar numa estrebaria. Coisa de quem deveria ser expulso do país pois sua presença atenta à segurança nacional. Coisa de quem  não é normal. Coisa de quem, se tiver um mínimo de normalidade, não se rebaixaria a tanto. Coisa de quem  enlouqueceu. Coisa de quem está alucinado. Coisa de quem perdeu o contato com a realidade. Coisa de quem  está prestes a cometer um crime. Coisa de quem não tem amor ao próximo.  Coisa de quem não tem amor à própria família. Coisa de quem não teve um pai que o amasse e corrigisse. Coisa de quem não tem família. Coisa de quem, se tem família, é sua vergonha. Coisa de quem não teve uma mãe que o educasse. Coisa de quem não tem dignidade. Coisa de quem não tem dignidade. Coisa de quem não tem fé. Coisa de quem não tem sentimento religioso. Coisa de quem não respeita as regras de convívio social. Coisa de quem não respeita o próximo. Coisa de quem não se respeita. Coisa de quem não pode viver perto de pessoas respeitáveis. Coisa de quem deveria fazer autocrítica e sumir de vez. Coisa de quem deveria ter vergonha na cara. Coisa de quem não deveria ofender a dignidade alheia de forma tão grave. Coisa de quem precisa de uma boa lição. Coisa de quem não deveria ter nascido. Coisa de quem merece a pena de morte. Coisa de quem em conduta de animal. Coisa de quem perdeu a condição humana.
O que aconteceu ?
- Pois é madame, fizeram cocô no elevador social
Dario Castellões
Enviado por Dario Castellões em 30/12/2005
Código do texto: T92403
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dario Castellões
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
26 textos (2350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:35)
Dario Castellões