Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAPO INVISÍVEL II

-Isadora, você sabe quem dormiu aqui em casa, ontem?
-Quem, vovó?
-Maria Eduarda.
-O quê que ela fez?
-Bagunça. Muita bagunça.
-Mas o quê, vovó?
-Ah... Ela quebrou o meu vidro de perfume.
-Cô-de-rosa?
-Não, Isa, foi o verde. Aquele que a mãe dela me deu.
-Aquele gandãozão?
-Ínfelizmente, é, Zizi.
-Vovó, você fala com a Dudinha que o sapo invisível vai comê ela!
-Você sabe o que é invisível, minha linda?
-Não! O quê que é isso, vovó?
-É uma coisa que a gente não vê.
-Então, fala com ela que o sapo invisível come menina todinha que quebra o perfume da vovó, viu?


Anna Célia
Enviado por Anna Célia em 04/01/2006
Código do texto: T94265

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Anna Célia Dias Curtinhas _ http://annacelia.multiply.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anna Célia
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 70 anos
1158 textos (55236 leituras)
1 e-livros (216 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:45)
Anna Célia