Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUE SACO.

Tem sempre algo pra encher o saco.
A poetisa Sal tem razão.
Às vezes o saco fica cheio demais.
Cara, eu gosto de ler. Vem a dor na vista.
Leio no computador, a vista resseca.
A bunda dói, quando não devia doer.
Quero ficar sentendo lendo e dói a coluna.
Meto um analgésico pra dentro, um antinflamatório, pra agüentar o tranco.
Que saco.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 05/01/2006
Código do texto: T94722
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:40)