Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU VESTIBULAR.

Sabe aquela tensão no vestibular.
Pés frios, suor escorrendo mesmo sob o ventilador.
Dormir mal com medo de perder a hora.
Acordar com dor de barriga e não conseguir fazer nada.
Sair cheio de gases, com medo de dar um pum na sala de aula.
Aquele olhar de preocupada-antecipada-frustração da família "acreditando" muito em mim. A mãe nervosa e o pai preocupado com a grana que gastou o ano inteiro, e já se lamentando em ter que pagar novo cursinho. Até praguejando: se não passar, vai trabalhar não tem jeito!.
Que belo incentivo!
Já saio de casa arriado, ombros caídos, prostrado em mim.
Ir duas horas antes pro local da prova.
Encontrar as barraquinhas de salgadinho e água mineral e os vendedores de lápis, caneta e borracha.
E tem uns sacanas que olham pra gente com cara de quem sabe que vamos levar bomba e sinicamente nos oferecem um panfleto oferecendo promoção na matrícula em curso de pré-vestibular. 50% de desconto para alunos antigos.
Sacanas, vão secar o cu da mãe. O meu não!
E na sala de aula, tem o candidato terrorista. Olha todo mundo de cima pra baixo e diz, de soslaio, uma vaga é minha.
Tem o estudante de última hora, que leva todas as apostilas. E é aquele barulho nervoso de papel virando a todo instante, irritante. Já era cara você naufragou!.
Tem o boca nervosa. Pipoca, chocolate, chiclete, cachorro quente, tudo na mesa, só não tem caneta, lápis, borracha e apontador, um pequeno detalhe.
Tem o mijão. Pede ao fiscal para ir ao banheiro. E lá vão os dois. Demoram bastante. Quem comeu quem?
Eu ser fiscal de prova! Ir no banheiro olhar o pinto de marmanjo, pra vê se não tem cola grudada no seu bilau?
É ruim heim!
Tem o fiscal andarilho. Anda a sala inteira arrastando os pés, tirando a concentração. E, com cara de intelectual e entendido, empaca na minha frente, como se dotado de visão de raio X, pra ver além das linhas se nas entelinhas estou colando. "Raciocina", faz cara de ruminante e por um instante me convence de que lê meus pensamentos por telepatia.
Seu bundão! tô de olho no peitão daquela sua colega que tá na mesa da fiscalização. Se ela inclinar mais um pouquinho vou ver o biquinho do peito. Se for rosadinho e do tipo pêra, gozo aqui mesmo.
É meu caro, é difício passar no vestibular!

Obs.: pra quem interessar possa, passei viu!

Em tempo: era rosadinho e do tipo pêra. Mas não gozei não. Ali não...mas depois fiz uma bela homenagem.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 08/01/2006
Reeditado em 08/01/2006
Código do texto: T95980
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25272 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:06)