Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

           

Clausura

 Rosa Pena 


Ela não brindou.
Tomou um porre mesmo.
Ela bebeu pelo que não viveu e vomitou o que viveu.
Lembrei-me do ex-condenado. Passou vinte anos no cativeiro. Quando absolvido não conseguiu sair do presídio.
Arraigado nas quatro paredes. Isolado para se proteger.
Presidiário de si.


Ela?


Talvez mais que o ex-condenado.
Não há chave que abra a cadeia do destino, quando a clausura é imposta pela vida.
E, afinal, de que serviria a liberdade se ela significava continuar a não tê-lo?


Saudades do presídio forçado.
Justificava a solidão. 



livro PreTextos/ 2004

 

      
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 09/01/2006
Reeditado em 22/10/2008
Código do texto: T96375
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1417233 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (29000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:36)
Rosa Pena

Site do Escritor