CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

O Vazio



  Com a noção de que tudo é falso, vem o Vazio. Ele é  a grande tristeza, a solidão, a dor que lateja, a inveja pela vida real que nos coroe como um câncer, que nos machuca e deprime. O Vazio é o que nos faz perversos e tristes, é o que nos faz chorar nas madrugadas. É  a ausência, é a  falta.
  O Vazio vem de tudo aquilo que nos faz feliz. Mesmo quando estamos felizes, existe aquele vazio. Um vazio que te mostra que nem toda a felicidade que se pode comprar é suficiente, e para preenchê-lo... Na verdade, não sabemos como preenchê-lo. A rotina de tentar acabar com o Vazio se torna um vício, uma causa impossível de se satisfazer, um cachorro tentando morder o próprio rabo, andando  em círculos, em círculos, em círculos, andando sem sair do lugar e sem nada alcançar. Essa frustração nos enlouquece, e é por isso que somos meio...amalucados. Quem vê de fora não nos entende; esse mal não aflige a todos, só os  poucos que enxergam a Verdade.
  Podem falar que somos à toa,que não temos o que fazer, que devíamos  pegar um livro e ir estudar, mas isso nós já fizemos. Já lemos toda a sorte de coisas possíveis. Chega uma hora em que o Tédio nos domina, e daí só nos resta  escrever. Escrever sobre nossas dores fúteis,sobre o vazio de nossas vidinhas. Poderíamos ser grandes,sim,poderíamos, mas estamos presos a alguma coisa que nos torna diferentes do resto,sozinhos na multidão. Cercados de gente, porém solitários. Ou simplesmente à toa,como você preferir. Estamos cagando para o seu julgamento e para sua opinião sobre nós. Não precisamos de vocês. Saibam que nós, os malucos e fúteis, somos a elite de pensadores,temos papel e caneta e nossas idéias para disseminar, e vai chegar uma hora em que seus filhinhos vão enxergar que nem sempre o esforço vale a pena e que o final feliz só existe no final da “Sessão da Tarde”. Você sofre,nós também. É uma corrente,sempre constante. Vocês com inveja de nós,que temos a vida ganha, e nós com inveja de vocês,que têm pelo que lutar. Nos falta um objetivo na vida. Nos falta um sonho. Para quê continuar vivendo se todos os dias são iguais, um pouco melhores ou um pouco piores do que ontem ou amanhã? Nossas vidas são repetições das mesmas coisas. Vivemos sob a guarda do Tédio. Não sabemos para onde vamos ou o que nos aguarda, mas mesmo se soubéssemos, estaríamos pouco ligando. Nossa indiferença assusta até a nós mesmos durante nossos breves momentos de lucidez. Vivemos com a cabeça longe, bem longe dessa realidade que nos oprime. Gostaríamos de fazer o que bem entendêssemos, mas há regras, e nós não gostamos de regras. Não, não, não faz nosso estilo obedecer outra coisa além das nossas vontades. Somos uns grandes nadas, mas continuamos. Sem rumo,mas continuamos.
JaquelineS
Enviado por JaquelineS em 30/01/2006
Código do texto: T106131

Comentários

Sobre a autora
JaquelineS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 27 anos
31 textos (2538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/14 05:20)