CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

ENGRAÇADINHA, MAS ORDINÁRIA

Encontrei dia desses com uma dessas senhorinha que parece e é.
Desavergonhada, indecente e malquerida entre as mulheres casadas.
Diga-se de passagem que todo homem gostaria de tê-la em sua casa para espanar sua estante.
Dei o emprego. Desastre. Não para trabalhar comigo é claro.
Senti que estava fazendo o melhor pela infeliz. Me enganei quadradamente. Putz. Ela do seu jeito risonho traçou o marido da minha melhor amiga com a maior cara de pau e o que é pior, ela, a minha amiga não acredita, confia redondamente no marido..
Estou sem saber o que fazer. Quando alguém estiver morrendo pedindo um emprego acabe de matar.
Casada, mãe de família, mora com traste e eu tô na maior saia justa. Contar a verdade? Nem pensar, ela não iria acreditar. Matar o sonho da vida da  minha amiga que ama seu marido. Quem sou eu para matar seu sonho.
A desgramada ainda achou pouco convidou uma outra sonsa, mas ainda não conhece esse outro lado da vida a se misturar para desfrutar e estorquir dinheiro do bestão.
É ou não é ordinária uma engraçadinha dessas? Você consegue rir duma situação dessas? Então leva ela pra você, leva...
Mulheres como esta o mundo está cheinho. Querem trabalhar deitadas sem fazer força. E o Brasil oh! Acha bommmmm.
Telmabezerra
Enviado por Telmabezerra em 31/05/2010
Código do texto: T2292206

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Telmabezerra
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 59 anos
575 textos (31921 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/07/14 17:53)