Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM VOTARÁ COM NARIZ DE PALHADO

POSSO ATÉ VOTAR DE NARIZ DE PALHAÇO
Temos duas opções: uma, o governo popular que agora temos, sob bombardeio intenso desde o ano passado, e o governo impopular, que sempre explorou o povo. Hoje a oposição diz que o povo está na miséria porque os políticos roubam os cofres públicos, todavia, sabemos que os cofres públicos sempre foram roubados. Então o roubo dos cofres públicos não é mérito exclusivo de indivíduos incoerentes de dentro do Partido dos Trabalhadores, tampouco o roubo dos cofres públicos causa miséria ao povo, pois a comida que o povo consome não sai dos cofres públicos. Sabe-se muito bem que nos governos anteriores os serviços públicos eram bem mais precários, indicando que eles roubavam muito. E quem disse que é crime comprar algo, mesmo que seja um dossiê? Pode ser crime gastar um dinheiro que não nos pertence. Todavia, no intuito de impedir a quem não nos agrada procuramos crime nas pessoas em atitudes que não são crime, procuramos alguma maneira de incriminar. Jamais se provará, mas teremos dito para as pessoas que aquela pessoa cometeu crime e isto ficará para sempre, prejudicando aquela pessoa. E depois, quando o que dissemos não tiver sido apurado, inventaremos muitas desculpas para nossa falha em provar e seguiremos sustentando que aquela pessoa cometeu crime, não por estarmos enganados, mas porque nossos interesses estão em jogo. Claro que isso irá mascarar  nosso próprios crimes e porá os amigos daquela pessoa a nosso favor.
O QUE REALMENTE CAUSA A MISÉRIA DO POVO
Os salários de fome. Isto gera indignidade. Somos um povo que trocou o valor do bolso cheio com seu salário digno, o direito de pagar seu médico particular, a escola particular de seus filhos, a capacidade de comprar seu próprio alimento, etc., por adulações de ricos exploradores. Por isto hoje damos ouvidos à voz dos verdadeiros assaltantes do povo contra o partido do povo. Sabe: o certo era o governo obrigar os ricos a investirem em produção, mas os ricos dizem que não investem porque o imposto é muito alto. Coitadinhos! Sempre arranjando uma desculpa para massacrar os verdadeiros coitados. Ora, queridos: lorota, pois nos países desenvolvidos o imposto é muito maior. Então eles dizem que nesses países vale a pena pagar um imposto alto, pois se tem acesso a bons serviços públicos. Bem, os ricos não têm porque reclamar dos serviços públicos, pois eles não são os que usam. São os pobres que usam e esses não consegue sonegar o imposto, pois o rico cobra na hora que vende ao pobre, mas sonega na hora de entregar ao governo.
O CERTO SERIA TAXAR A RIQUEZA E NÃO A POBREZA
O governo devia taxar com dureza o dinheiro ocioso e concentrado, obrigando os avarentos a investir em produção, reduzindo a diferença gritante entre os poucos que têm tudo e a multidão que não tem nada, mas produz a riqueza para os ricos. Todavia, o governo não faz isto, não taxa a riqueza ociosa, nem governo do Lula fez isto e nem os governos anteriores. Os outros não fizeram porque são financiados pelos poderosos, interessados na exploração e espoliação dos pobres, pois enriquecem assim, e o Lula não fez pelo mesmo motivo que não pôde baixar o ICMS para 5%: porque os ricos, seus representantes no Congresso e no Senado, não votam leis que obriguem eles dividir com o pobre a riqueza que ele produz para o rico. No caso do ICMS, as motivações foram eleitoreiras como as que motivaram a votação do aumento dos aposentados. É muito fácil fazer campanha contra um governo que cobra impostos abusivos, como é fácil mostrar ao povo supersticioso que não é popular um presidente que veta aumento de aposentados. Porém, é tolo quem for nesta lorota, porque os mesmos que não votaram a redução do ICMS para poder acusar o governo Lula, são os mesmos que chamaram poucos anos atrás os aposentados brasileiros de vagabundos. Portanto, cuide bem quando dá ouvidos a denuncias.

Wilson Amaral
Breve Jesus Voltará
Enviado por Breve Jesus Voltará em 25/09/2006
Código do texto: T249147
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Breve Jesus Voltará
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 50 anos
1124 textos (254544 leituras)
5 e-livros (9345 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:32)
Breve Jesus Voltará