Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lançamento do Partido Regionalista Tradução Discurso

LANÇAMENTO DO PARTIDO REGIONALISTA
PARE – PARTIDO CHILENO

Estimados amigos regionalistas:

Hoje, é um dia histórico para nosso país. Reúnem-se nesta cidade de Chillán, dirigentes da região de Maule, dirigentes do Partido Regionalista da região de Bío-Bío, e representantes da região de Araucanía, para iniciar os trâmites necessários e decorosos para constituirmos um partido político.
A história regional está marcada por fatos que tem sido determinantes no futuro do país, recordando que foi a oitava região, em Concepción, onde Don Bernardo O’Higgins declarou a Independência do Chile em 1º de Janeiro de 1818, foi também nas margens do Bío-Bío onde travou a Guerra da Araucanía e também nesta região nascem Bernardo O’Higgins, Arturo Prat, Ignacio Serrano, Juan Antonio Rios, Enrique Molina Garmendia, Cláudio Arrau, Ramón Vinay e tantos outros que tem desempenhado funções de primeira ordem no âmbito nacional e internacional.
 Hoje nasce aqui, um partido político, com a sigla PARE, que reempregada em curto prazo aos anexos partidos políticos centralistas, que tem caído no passado, olvidando que o poder político brota desde as bases e não das cúpulas como sucede até hoje em dia.
 A única maneira de transformar o Chile é atuar dentro do sistema tradicional, é assim como idéias descentralizadoras e regionalistas unem-se neste partido político.
  Nasceram e se formaram verdadeiros líderes que se preocuparam basicamente de sua região, de sua província, de sua comunidade, de seu povo, de sua gente, pelo Chile inteiro, mais que viver lutando por interesses mesquinhos, inventando problemas para impedir conhecer realidades nacionais, dividindo o país e discutindo problemas que não és interessam a nada.
  Lutaremos com todos os argumentos legais para diminuir o poder econômico da/do capital, lutaremos para que sejam os regionalistas administrem suas regiões, elegendo por votação popular a suas autoridades: Presidentes, Governadores, Conselheiros Regionais criando instâncias que permitam que sejamos mais eficientes e fraternos com nossos irmãos. Lutaremos para que nossos regionalistas não tenham que ir-se de seus lugares de trabalho buscando novas possibilidades, desapropriando campos, ruas, povos, etc.
  Lutaremos para ter educação e saúde gratuitas, buscando formas eficientes de financiamento. Exigiremos que as empresas tributem nas regiões onde se encontram suas plantas e que a menos de 60% destes tributos sejam administrados pela região.
  Queremos que a empresa privada, os trabalhadores e a comunidade trabalhem todas juntas para aumentar a qualidade de vida dos habitantes de cada região. Queremos que as políticas que se leva geralmente a mediocridades ignorância de seus executivos e perdas econômicas para o país.
  O poder centralizado segue, basta para nós observar que a lamentável qualidade de vida em Santiago supera-se fundamentalmente, impedindo que este capital siga crescendo, mas para ele devem adotar-se soluções drásticas que provavelmente dão temporariamente ao Capitalista Chileno e ao Político Tradicional, mas é um dever patriótico reverter esta solução de forma inteligente e valente.
 A abandonada juventude não tem cultura política, os adultos não os temos preparado, porque estamos tão cegos que não nos damos conta que a eles interessa participar realmente na solução dos problemas comunais, regionais e nacionais, não interessa a luta desmembrada, o consumismo atroz que existe hoje, a corrupção, o discurso sem conteúdo ou mentiroso, as promessas que não se cumprem, as desqualificações pessoais, os escândalos propagandistas. Nos interessa ter acesso a educação, trabalho, chegar a ter uma família feliz, ver seus país e parentes com jubilações dignas que não os obrigue a mendigar entre seus familiares para viver, a suas mães, irmãs, esposas e amigas sem a necessidade imperiosa de abandonar a suas famílias para ganhar-se o sustento diário em forma sacrificada e discriminada. Lutaremos para impedir a discriminação e exploração econômica que realiza-se com os grupos étnicos, e queremos que todos os indígenas chilenos tenham o direito de eleger entre eles aos menos a três parlamentares que o representem realmente no Congresso, e não como sucede atualmente através de parlamentares que só buscam seus votos.
  Nosso Partido Regionalista, REPITO, lutará por prmover no Chile uma verdadeira descentralização do poder político e econômico, permitindo a participação real das regiões na busca das soluções de seus próprios problemas.
 Hoje queremos um país mais justo onde cada Chileno viva com bem-estar junto a sua família. Que as regiões sejam protagonistas da revolução significa melhorar o nosso país.
 A qual possa adotar-se suas próprias decisões na maior quantidade possível das matérias que as atenham.
 Lutaremos para que o Amor, a Paz, a Retidão e a Riqueza sejam as virtudes empreendedoras da nossa nova sociedade.


Discurso Sr. Mario Soto Davison

Edemilson Reis
Enviado por Edemilson Reis em 05/10/2006
Código do texto: T256615
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edemilson Reis
Vespasiano - Minas Gerais - Brasil, 27 anos
332 textos (127545 leituras)
4 e-livros (593 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:07)
Edemilson Reis