Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMPOS DE PERSEGUIÇÃO... TEMPOS DE DESAFIOS

OBS? Esse discurso foi feito elaborado para um auditório cristão. Leia, considerando o objetivo matriz.
TEMPOS DE PERSEGUIÇÃO... TEMPOS DE DESAFIOS

A carta de Pedro foi escrita em um momento muito difícil para os cristãos. Os imperadores romanos perseguiam a igreja. Os cristãos saiam para as regiões mais dispersas do mundo de então. Provavelmente Pedro escreveu a carta na cidade de Roma capital do mundo na época, a qual ele chama de “Babilônia” (1ª Ped 5.13). “A também eleita com vocês que estão em Babilônia, vos saúdam,...”.
A carta foi dirigida aos cristãos em lutas e sofrendo perseguições. Por isso o apóstolo tendo no coração as palavras do Senhor Jesus:  “... e quando te converteres fortalece os teus irmãos...” (Lc 22.32),  “... apascenta as minhas ovelhas... “ (Jo 21.15-17). De cuidar e alimentar o rebanho ele incentiva os cristãos a caminhar na adversidade.

Todos nós quando começamos a crescer,  tivemos que deixar algumas coisas para trás. Alguns foram a mamadeira outros a velha e boa chupeta que estava  deformando a dentição.

O que foi mais difícil deixar de fazer? Já que a sua idade não mais permitia?

1º -  DESAFIO É DEIXAR (ABADONAR) A IMATURIDADE CRISTÃ.

A – para abandonar um estilo de vida imaturo eu preciso de sobriedade.
“ Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrio e esperai inteiramente na graça que vos oferece  na  revelação do nosso Senhor Jesus Cristo”.  1ª Pe 1.13.
O que quer dizer a expressão: Cingir os lombos do vosso entendimento.
Pedro nos chama a olhar para as escrituras e para Jesus perguntando: O que as Escrituras e Jesus ensinam e fariam nesse momento de perseguição que estamos vivendo?
Se parar para refletir em Jesus e na sua palavra, aprendo que não posso fazer o mesmo que o opressor faz comigo.
O que Jesus fez o opressor?
“Nenhum poder você teria, se meu pai que está no céu não tivesse  lhe dado”.
“Disse Jesus às multidões: pai os perdoa não sabem o que faz”
“Disse Jesus: orai pelos que vos perseguem”

B – para deixar a imaturidade eu preciso inconformar-me com a minha maneira atual de pensar.
Faço reflexão e chego a conclusão que segundo Jesus e a Bíblia estou errado, então inconformo-me.
Quem faz reflexão sobre a maneira de agir, geralmente  se auto-corrige. Não vive erradamente.

“Como filhos obedientes, não vos conformem com as concupiscências  que antes tínheis na vossa ignorância”. 1ª Pe 1.14.
O homem santo é sempre um inconformado com a sua tendência humana para o pecado, que muitas das vezes ele desconhecia como de origem pecaminosa.
O salmista ora: “Cria em mim, o Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto”. Sl 51.10

Somos chamados a renovar o entendimento (cingindo os lombos do vosso entendimento)
Paulo orienta-nos a:  “Não conformar com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa e perfeita vontade de Deus”.Rom Cor 12.2.

O novo sempre causa desconforto
“E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou” Col 3.10.
2,5 % das pessoas são inovadoras – um ano para aceitar o novo.
13.5% são adaptáveis, dois anos e meio para aceitar o novo.
34% são os adaptáveis rapidamente  - quatro anos para aceitar o novo.
34% são os adaptáveis lentamente – nove anos para aceitar o novo.
16% são os resistentes a mudanças; são arrastados – doze anos e meio para aceitar o novo. Que nessas alturas já se tornou corrente e deixou de ser novo.

 Conversando com um irmão da igreja, perguntei sobre certa pessoa que foi convidada para vir ao culto. A pessoa convidada disse: Essa igreja... Não conheço, não sei de onde é... Têm-se  desconfiança por não conhecer, conhecer dá trabalho.

Quanto tempo eu levo para renovar a minha mente, com o evangelho?
Quanto tempo eu levo para “deixar a malícia, todo o engano, e fingimentos, e invejas, e toda sorte de maledicência”. 1ª Pe 2.1.

2º DESAFIO É DEIXAR NASCER UM DESEJO ARDENTE DE MUDAR
“Desejai ardentemente, como menino recém-nascido, o puro leite espiritual, para por ele crescerdes para a salvação”. 1ª Pe 2.2.
Desejo fala da alma humana, dos sentimentos... Fala das emoções.
Primeiro o pensar, o racional, o encontro com a Bíblia, com o Jesus das Escrituras... Depois permitir que a Palavra de Deus tome as minhas entranhas, o meu interior emocional, a ponto de criar desejo de viver o que foi entendido. É preciso nascer um desejo ardente de mudança.

A - Crianças têm curiosidade e facilidade para aprender o novo.
Disse Jesus: “em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como criança, de modo algum, entrará no reino dos céus”. Mt 18.3,5

B – Quando a nossa mentalidade é como a de criança,  aderimos ao novo com vigor.
A entrada triunfal de Jesus em Jerusalém foi uma celebração de louvor ao rei, ele chegou ao templo, aonde os sacerdotes o censuraram, porque ele entrou no templo com “aleijados, cegos, e ele os curou... e as crianças clamando no templo: Hosana ao filho de Davi, ficaram indignados... E perguntaram-lhe ouves o que estes dizem? Respondeu Jesus:  Sim. Nunca lestes: da boca de crianças e pequeninos tiraste o perfeito louvor”. Mt 21.14-16.

C – Crianças são ardorosas quando querem comer.

3º - DESAFIO E A TOMADA DE DECISÃO, ACHEGANDO-SE A JESUS EM BUSCA DE IDENTIDADE.
Quem é você em Cristo Jesus?
A – Achegar a Jesus, sabendo quem somos Nele.
Pedras vivas edificadas por ele. (templo de Cristo).
Sacerdócio santo. ( representante de Cristo).
Povo que jamais será confundido. (V 6b Quem nele crê não será confundido).
“Deus distingue para si o fiel” Sl 4.3.

4º - DESAFIO É DE VIVER SEGUNDO O QUE VOCÊ É EM CRISTO.
Os perseguidores agem assim porque não conhecem a palavra.
Mas você é a nação  eleita de Deus! O que se fazer quando se é perseguida por aqueles que não conhece a Deus?
Mas vocês são Sacerdotes do Rei Jesus! O que faz o sacerdote nessas horas de perseguições?
A igreja foi colocada para anunciar a grandeza de Deus, sendo perseguida, ou não!
“Embora andando na carne, não  militamos segundo a carne. As armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus, para destruição das fortalezas. Derrubamos raciocínios e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento “a obediência de Cristo”. 2 Cor 10.3,4 “... a nossa luta não é contra carne e sangue, e sim, contra os principados e potestades que atuam nas regiões celestiais..”. Ef 6. 10.
1º  - ABADONAR IMATURIDADE /  2º DEIXAR NASCER DESEJO DE MUDAR /
3º - TOMAR A DECISÃO DE MUDAR / 4º VIVER SEGUNDO O QUE VOCÊ É EM CRISTO.
CIRLON PEREIRA
Enviado por CIRLON PEREIRA em 06/10/2006
Código do texto: T258139

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CIRLON PEREIRA
Ilhéus - Bahia - Brasil, 44 anos
208 textos (24691 leituras)
12 áudios (364 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:48)
CIRLON PEREIRA