CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Discurso Para Professor Homenageado - Formatura Ensino Médio

     Toda criança, que tem pais mais conservadores, cresce ouvindo coisas do tipo: “isso para o seu bem”, “Eu brigo por que te amo”, “um dia você vai entender isso”. E mesmo injuriada com as repressões, mesmo inconformada com os puxões de orelha e não concordando com uma só palavra do que os pais dizem, a criança entende no fundo de sua alma, que aquele ser que a proibi de tudo e chama atenção o tempo todo, a ama e quer o seu bem.
      Durante nossa caminhada na escola, sempre estivemos caminhando e cantando e seguindo a canção. E nesse caminhar percebemos presenças marcantes, pessoas que se tornam como da família, áureas multicoloridas que iluminam esse mundo cinza.
      Já tivemos professores de todas as cores, de várias idades de muitos amores, alguns que foram amigos, outros que foram mestres, uns que marcaram, outros que nem lembramos o nome (ou preferimos esquecer), mas nessa noite viemos aqui para tentar homenagear aquele que deu o melhor de si, mesmo quando não queríamos nada; aquele que sempre tento tirar o máximo de nós, mesmo quando não sabíamos que tínhamos esse melhor. E esse cara é você Sérgio.
Dos momentos vividos com você, guardaremos na lembrança as piadas sem graça... As implicâncias trocadas entre barrigas e narizes... Os tiros com bolas de papel (Não é Henrique?)... As mil e uma formas de explicações quando nos fugia a atenção. Esses e tantos outros motivos nos fazem entender a pré-histórica frase “joseveiguiana”: “Amo Sérgio e odeio química”. E percebemos que aí esta uma verdadeira relação de amor e ódio vivida por alguns de nós. Mas afinal, o que seria de Sérgio sem a química? E o que seria dessa pobre ciência sem o “Professor Sérgio?”. Aprendemos a gostar, ou ao menos tentar gostar, dessa matéria por que você, Sérgio, nos mostrou com seu empenho como fazer isso.
Um momento recente, que foi muito marcante ocorreu durante a aula de despedida do professor Marcos Paulo, quando ele nos contou em de uma conversa na qual você disse que cuidaria e educaria sua filha da mesma forma que faz com seus alunos. Nesse momento ninguém se conteve, e as lágrimas foram inevitáveis; percebemos o quanto éramos importantes para você, e que via cada um de nós como seus filhos e filhas, percebemos que tudo, tudo mesmo que passamos e que você fez que passássemos estava apenas nos preparando para o futuro. Vimos o quanto tínhamos sido ingratos, não dando valor a tudo isso, só esperamos que hoje não seja muito tarde pra dizer Obrigado!
      Se for pra falar tudo o que você representou para nossa turma ficaríamos aqui mais ou menos uns 1500 anos, ou ate dia 21. Mas acredito que não precisamos tanto, desde que as palavras sejam sinceras, então deixamos aqui, mais uma vez, nosso muito obrigado e o desejo de que os próximos que venham a se formar entendam a pessoa maravilhosa que você é e suguem o máximo de você.
      E sem mais delongas, apenas mais uma coisa: “BOA NOITE AÊ”.
Centelha Divina e Daiane Benevides
Enviado por Centelha Divina em 11/01/2013
Código do texto: T4079278
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Centelha Divina
Marataízes - Espírito Santo - Brasil, 18 anos
33 textos (15394 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/14 13:00)