Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEMORIAL

MEMORIAL
Sandra Ravanini


Acolho a doutrina em via absoluta,
aflorando o sensitivo a não razão
se dos resquícios cai a gota diminuta
apagando as folhas dessa inquisição.

Divido meu espírito sem eucaristia,
oferenda e alquimia de tal libação,
mêmore eternal qual lavrada estenia,
pós-escrito o rito, entorno o pagão.

Da penumbra que se abraça ao colóquio,
destilo o fermento do luto abissal,
no albergue in memorian pranteio o ócio
da saudade que torna o sonho imortal.
 
*****

José Carlos Lopes
 
Escolho-me semente em terra devoluta,
hesitante sentido de germinação
no resquício de águas impolutas
dissolvendo cores na imaginação.

Recuso o teu verbo e viro a página
decorada em rígido memorial,
no vazio leito de tantas lágrimas
proclamo o meu brado abissal.
 
Celebro alucinado em aguardente
cada amanhecer de um dia fantasma,
e a lisura de um sonho delinquente
é a senha de uma vida que se arrasta.

27/02/2006
Sandra Ravanini
Enviado por Sandra Ravanini em 02/03/2006
Reeditado em 23/09/2010
Código do texto: T117743

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sandra Ravanini / www.recantodasletras.com.br/autores/sandraravanini). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Ravanini
Campinas - São Paulo - Brasil, 52 anos
161 textos (7108 leituras)
21 áudios (608 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:07)
Sandra Ravanini