Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Calada & Enigma
Iza Mota  &  Zeluiz - Aprendiz de poeta


Calada
Iza Mota

O silêncio insistiu em se fazer presente
Quis gritar, te chamar...
Te busquei em todos lugares,
todos olhares,
todos disfarces.
Escondendo minha dor sorri quando
meu peito dilacerado chorava
Sem poder gritar, chorar
Chorei e gritei calada.
Te encontrei em minhas lembranças,
em minha saudade.

Recife-PE


Enigma
Zeluiz – aprendiz de poeta

O barulho do silêncio me incomoda
Insisto em decifrá-lo inutilmente
São apenas pedaços de lembranças
como quebra-cabeça que falta uma peça.
Não aceito a derrota e sofro
e choro
e doe minha alma.
Muitas vezes tentei entender esse enigma!
Não tenho mais sono, não durmo
e se não durmo, não sonho!
Quem sabe a solução não está em meus sonhos perdidos
Hoje cansado e desiludido adormeci
Sonhei...
Não é que descobri?
No fim do labirinto do meu destino reencontrei você
Te amo

Santos 05 jan 2006

Iza Mota
Enviado por Iza Mota em 17/03/2006
Reeditado em 27/02/2007
Código do texto: T124358
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iza Mota
Recife - Pernambuco - Brasil
785 textos (81966 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:37)
Iza Mota