Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Mutante
Marly Caldas


Cada hora sou de um modo
Às vezes carinhosa
Outras vezes sacana
Quantas vezes ciumenta
Em outras briguenta
Sou mulher mutante
Mudo a todo instante
Mesmo assim você me aguenta
Sabe do que eu sou capaz
Se você me deixar
Não vou me conformar
Vou tirar sua paz...

********************

Mutante
Nancy Cobo

Não te entendo...
Por que, às vezes, você é todo Carinho
e, outras vezes, é todo desprezo?
Sabe, as pessoas cansam de ser destratadas...
Muito conversamos sobre isso,
muito choramos,
um de frente pro outro,
pelo telefone, nas nossas infinitas conversas,
e você sempre mudando...
Aí, de repente,
parece que você se transforma em outra pessoa,
mas não demora muito,
volta a ser aquele ser mutante
que, sem sentir, acaba magoando e
afastando a pessoa que te ama.
Assim, quando você olhar pra dentro de si,
não mais me verás!
Portanto, pense e mude, mas mude de uma sóvez,
antes que seja tarde demais!


Nancy Cobo
Enviado por Nancy Cobo em 26/04/2006
Código do texto: T145855
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Nome do Autor e o Link para www.nancycobo.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nancy Cobo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
1018 textos (180512 leituras)
4 áudios (1593 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:22)
Nancy Cobo