Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INDIVISÍVEL MOMENTO = CAIO AMARAL/ NÃO DIVIDO = TÃNIA AILENE

INDIVISÍVEL MOMENTO
      Caio Amaral

      Linda...Simplesmente linda
      é como te vejo ao meu lado,
      enquanto escrevo
      lentamente você se aproxima...
      nossos olhares se encontram
      humm... teu sorriso me desconcentra,
      teus lábios me seduzem
      tua boca me provoca,.
      muito próximos estamos
      respiração profunda,
      o ritmo é descompassado
      simplesmente irresistível...
      não consigo permanecer somente olhando...
      a aproximação é involuntária e inesperada
      nossos lábios se unem,
      nossas línguas brincam
      num doce e sensual movimento
      Os corpos se buscam,
      a aproximação é iminente
      blusas levantadas,
       corpos que se procuram unir...
      Sentimos  nossa temperatura
      e a descarga de adrenalina, que é
       conseqüência de nossos desejos...
      e a partir desse instante
      não mais evitamos...agimos;
      inconsciente e inconseqüente,
      embriagados pelo prazer e tentação
      seios à mostra...tentação incontrolável
      Não consigo resistir, é impossível  evitar.
      Sussurros, murmúrios e gemidos
      traduzem  as forças de um intenso desejo.
      Paixão, tesão, prazer  é o vamos sentir
      num único, particular...
      e indivisível momento.
       


 
 
 
NÃO DIVIDO!
TÂNIA AILENE
 
Meu amor...
Veja-me ao teu lado
estou sempre por perto.
Meus olhos não se cansam de te acarinhar.
Ah!
Para você sou sorrisos
meus lábios estão sempre a te esperar
minha boca a todo instante te procura.
Somos um só pensamento
de tão próximos não existimos
no descompasso deste amor me perco.
Sou aquela que espera
teus lábios, seus braços,
o seu corpo quente de paixão.
Nessa união,
línguas, salivas,
movimentos e rebolados
nos buscamos.
A pressão sobe,
o desejo aumenta e neste instante
a atmosfera é de amor, cumplicidade,
amantes perfeitos.
Pelo prazer que aflora...
Nossos corpos encontram
o bailado do êxtase sem medidas.
Gritos, sussurros
com intensidade da paixão
que assola esse momento
único de nos doarmos.
Neste que é o nosso
indivisível momento.
Por tudo que sentimos :
Não divido!
Pois somos uno!
 
           
Tânia Ailene Nua Poesia
Enviado por Tânia Ailene Nua Poesia em 08/05/2006
Código do texto: T152244
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tânia Ailene Nua Poesia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
886 textos (30277 leituras)
28 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:50)
Tânia Ailene Nua Poesia