Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para ti proxeneta / Lula - Dueto cacaubahia / Jotabe


Tu que eras o paládio do povo
TU ÉS O QUELSO DO PENTAL GANÍRIO

Sequaz em uníssono com teu zurro
SALTANDO AS RIMPAS DO FERMIM CALÉRIO

Peripatético e edulcorado sofisma
CARPINDO AS TAIPAS DO FUROR SALÍRIO

Agora silente ante a tua concupiscência
NOS RÚBIOS CALOS DO PIJOM SIDÉRIO

Qual sicário mentecapto
ÉS A BARTOLIA DO BOCAL EMPÍRIO

Estóico, o povo assiste
QUE RUGE E PASSA NO FESTIM SITÉRIO
 
Seu estólido parricídio
EM TICOTEIOS DE PARTANO ESTÍRIO

E em sua memória alabastrina
ROMPENDO AS GÂMBIAS DO HORTOMOGENÉRIO

Olvidam o vagido de teu rebanho.
NAS DURAS PÉLIAS DO PEGAL BALÔNIO


cacaubahia
JOTABE (Extraído do poema "Deusa" do poeta Luiz Lisboa)


                       GLOSSÁRIO:


PROXENETA: Rufião; cafetão.

PALÁDIO: Objeto sagrado que se confia a segurança de uma cidade ou estado; garantia de salva-guarda.

SEQUAZ: Que segue; que acompanha; professa as idéias de um filósofo.

ZURRO: Relincho próprio dos equinos.

PERIPATÉTICO: Exagerado na expressão de gestos; que ensina andando.

EDULCORADO: Tornar doce ao paladar; manso; suave.

SOFISMA: Argumento com o objetivo de produzir a ilusão; mentira; má fé; logro; embuste.

CONCUPISCÊNCIA: Luxúria; prazeres carnais; cobiça de bens materiais ou espirituais.

SICÁRIO: Fascínora; cruel, sedento de sangue; assassino pago.

MENTECAPTO: Mentalmente desordenado; estólido; maluco.

ESTÓICO: Resignado diante de seu sofrimento; firme em seus princípios.

ESTÓLIDO: Falta de discernimento; disparate; néscio, estúpido.

PARRICÍDIO: Atentado contra a pátria; aquele que matou o pai ou a mãe chama-se parricida.

ALABASTRINA: Vem de Alabastro, vaso de ônix ou metal; alvo; brancura (memória branca = sem memória)

VAGIDO: Choro de criança recém-nascida.

cacaubahia
Enviado por cacaubahia em 20/05/2006
Reeditado em 22/03/2009
Código do texto: T159527

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cacaubahia
Londrina - Paraná - Brasil, 56 anos
334 textos (36479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:33)
cacaubahia