Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor e mar

Dueto ao AO GOLPE da onda contra a pedra indócil -
Cem Sonetos de Amor de Pablo Neruda

Não fosse o anelo eterno de nossas almas prometidas,
selado no silêncio da doçura, oh amado, não amaria
feito fímbria ruiva deflorando o mar em suas veredas,
na fragrância auroral encontrando as brisas todo dia!

Lépido vendaval agrest’empurrando a borrasca afoita,
juntos,amado,amarrados à chama que o amor enfeita,
das fundas raias sem perfume partimos, inflamados;
encantou-nos um sopro mágico,oh delicados pecados!

Mares que às rochas se imantam em dulcíssima alvura,
vossa quietude melodiosa estrela tantos beijos d’amor!,
voz de nossos anseios sussurrantes d’incrível ternura,

transcendo o celeste marulhar quase infinito, cuja cor
miraculosa de camaleão tudo transfigura em encanto,
e avivamos destino inacreditável como revel proscrito!

*****************************************************

PABLO NERUDA - CEM SONETOS DE AMOR

AO GOLPE da onda contra a pedra indócil
estala a claridade e estabelece sua rosa
e o círculo do mar se reduz a um cacho,
a uma sóogota de sal azul que tomba.

Oh radiante megnólia desatada na espuma,
magnética viaigeira cuja morte floresce
e eternamente volta a ser e a não ser nada:
sal roto, deslumbrante movimento marinho.

Juntos tu e eu, amor meu, selamos o silêncio,
enquanto o mar destrói suas constantes estátuas
e derruba suas torres de enlevo e brancura,

porque na trama destes tecidos invisíveis
da água entornada, da incessante areia,
sustentamos a única e acossada ternura.

***************************************

Santos-SP-04/08/2006
Inês Marucci
Enviado por Inês Marucci em 04/08/2006
Código do texto: T209093
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Inês Marucci
Santos - São Paulo - Brasil, 54 anos
584 textos (23406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:01)
Inês Marucci