Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RASGANDO O VÉU DO AUTOR

Em poucos minutos,
posso usar meu intelecto,
e dosar meus sentimentos.
Sou eu, um poeta sensitivo;
coração sobejamente atrevido,
que atravessa oceanos,
para implorar um beijo teu.
Apoio à caneta no infinito;
recolhendo as estrelas no céu,
e entregando-as de presente à lua;
revelando, desde o nascer ao pôr do Sol;
o amor do  próprio autor.
Em poucos minutos,
posso poetizar a vida,
transformando lágrimas carentes
em soberba febre de alegria.
Posso recriar o universo,
soprando em olhos vigentes
a insensatez de minha fantasia,
sou apenas louco.
Em poucos minutos,
rasgando o véu do autor,
ignoramos o preceito do belo
e consorte; conspiramos gabolices.
Sou eu a poetisa – revelando.
Sou eu o poeta – testemunhando.
Quiçá, em dueto, eterniza-se!


Fernanda Gui & Sandro Colibri Donato
Fernanda Gui
Enviado por Fernanda Gui em 27/09/2006
Reeditado em 27/09/2006
Código do texto: T250613
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Gui
São Paulo - São Paulo - Brasil
92 textos (8073 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:50)
Fernanda Gui