Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ECOS - LXXXV e LXXXV

LXXXV


Nas noites, que passei, ao pé da cama,
Abstraído dos meus desejos, mais puros,
Entre ela e eu – dormiam firmes, seguros,
Paciência e zelo, que só sente quem ama.

Revela o fogo, que me arde em completo,
Por luz direta, toda a beleza que me espera,
O bem querer, a superar-me, à afoita fera,
Que doce recosta a admirar-me o afeto.

Como me entrego, quando estou eu contigo,
Até dos sonhos, que acordo, suado,
Que se é pena dá-me, pois, sempre o castigo.

De despertar, todo dia ao teu lado,
De te cobrir, lentamente, em abrigo,
E envelhecer, esvaecendo calado.

Gustavo Schramm.


LXXXV

Nas noites zelosas ao pé da cama debruçado
Calmo e ameno ia o sono desta que velavas,
Pois em teu zelo andava o meu sonho enfeitado,
E nenhum medo ou tempestade o abalava.

Se aqui tens luz direta, que fala de beleza
É que se acende em tua estrela
E a chama que te arde é siamesa
Desta mesma que me toma por inteira

Pois se é pena esse entregar-se
Virá do azul celeste e abençoada
E terá sido a ambos decretada.

Que despertar ao teu lado me engrandece
E tanto amo a fera que tu tens aí, guardada,
Quanto bendigo o admirar-te sem dizer mais nada.
.

Sônia Prazeres
Gustavo Schramm
Enviado por Gustavo Schramm em 15/10/2006
Reeditado em 07/02/2007
Código do texto: T265365

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Schramm
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 36 anos
88 textos (4350 leituras)
7 áudios (676 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:50)
Gustavo Schramm