Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

poema a duas mãos

no cabelo pintou madeixas de outono
e na boca o sangue das cerejas
trazia na pele o aroma das rosas
e uma lágrima verde a apodrecer
na lapela

Alice Sequeira

No húmus a lágrima cresce madrugada

e o Outono leva nas folhas a tinta do velho amor.

Compro lindas roupas, uns lábios novos e sacudo o verde da lapela

e das estações da pele na roda dos meus aromas

cresce no meu útero uma nova flor.

Ana Mª Costa

Ana Maria Costa
Enviado por Ana Maria Costa em 31/10/2006
Código do texto: T278419
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Maria Costa
Portugal, 50 anos
152 textos (6923 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:16)
Ana Maria Costa