Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
            Estrangeiro


Há horas, que saio de mim

E retornar-me é difícil,

Tão estranhos os caminhos,

Sem placas, sem milho no chão,

E perco a memória,

Se decido, que esqueço, pronto!

Esquecido estou, e lembrar-me...

Ah recordar-me é impossível,

Tão diferentes meus traços,

Sem vincos, sem sulcos, sem dor.

Nessas horas que saio de mim,

Fica a ilusão de um caminho novo

Esquecido dos passos antigos

Dos restos deixados e campos pisados

E mesmo sem milho, nem placas

Imperdoável, a mesma memória reata

Os laços perdidos...cruéis esquecidos

Tão diferentes meus traços,

Vincados, sulcados, marcados

Nas trilhas, nas filhas, nas mágoas

Nas milhas de léguas que faço

Perplexo, espelho reflexo de dentro de mim.


Sônia com Gustavo Schramm
Sônia C Prazeres
Enviado por Sônia C Prazeres em 05/11/2006
Reeditado em 07/10/2008
Código do texto: T282909

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sônia C. Prazeres www.soniaprazeres.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia C Prazeres
Santos - São Paulo - Brasil, 59 anos
178 textos (8563 leituras)
15 áudios (1757 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:43)
Sônia C Prazeres