Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESAGUA EMOÇÃO (LOBAMEL/QUIM TROVADOR/GABRIELASOUEU)

Sou nascente quente

Das tormentas do teu amor

Vem ao meu encontro

Rio manso

Navegar no teu leito é como flutuar

Traz a calmaria, flui a poesia

Eu entro em ebulição

Vem na brisa morna, no vento

Vem sem tempo

Vem no Sonho

Encosta em mim...

 

Deságua emoção!

 

LobaMel

04/09/2007



Teus olhos, límpidas águas,

do meu "Rio Azul ",

reflectem, suaves,

 ( como vôos de aves,)

tua imagem,

minha miragem .

 

Teus olhos , espelhos de luz,

claridade que seduz,

meu coração apaixonado.

Tua íris,

Meu Rio,

meu Sado .

Teus olhos, livro aberto,

onde escrevo meu fado.

 

E, se meu fado é amar-te,

viverei a olhar-te !

 

Quim Trovador

( Poeta e Sonhador )

 

Serra - Mãe 5 de Agosto de 2007,

Contemplando o Sado,

meu " Rio Azul  "

desagua emoção é tempo e hora
de voce vir, ficar, flutuar enfim
passado de risos frios folhas mortas
natureza ...criatura de mim...

teimo domar nesse momento de expansao
dorme minha alma ...sede febril
flutuo em promessas feitas agora
e já lá se foram na agonia do fim...

navegar teu mar agitado ...é uma tortura
minha mansa manhã em teu amor agora,
esvai-se num céu de anil...em tua procura.
preso em mim teu olhar...e já foi embora...

 

Volta...mágico de mim. Vem!

05/09/2007

Lobamel
Enviado por Lobamel em 05/09/2007
Código do texto: T639095
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lobamel
Vinhedo - São Paulo - Brasil, 46 anos
46 textos (1353 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 13:36)
Lobamel