Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERSOS REFEITOS

************************************
Os versos entre aspas são de Francisco Coimbra
************************************

[...] Direi que na maresia
minha alma se libertará
à beira-mar.

"virão as ondas quebrar
sobre a areia da praia

entre elas irei semeando
palavras logo apagadas

talvez estas ou em tal vez
inventarei versos desfeitos"

Para que em algum lugar
as espumas do mar proclame germinar

E tuas palavras, que das correntezas são...
Possa com teu soneto celebrar a tua ambição.

Mas de que ambição sua alma vem a falar?
Quais seriam os paladares de seus sonhos?

"Quero ter-te num poema
Para viajar contigo
Tendo o amor como tema
Neste cantar de amigo"

Nessa brisa...
E na gélida noite... Rompo-me com amizades...
Submergido... Sonho... Mesmo sem prosperidade...

"pouco me importa onde seja a porta
se me abres a janela no rés-do-chão
para entrar clandestino sem destino
na nossa vida feita toda de poesia

fantasia não nos falta e o prazer
sempre o queremos para ser fonte
inesgotável onde tudo renovamos
com as palavras de sempre sempre"

Nessa onda...
Que de ti foi criada... Rompeu-se as barreiras...
E reerguido... Sonho... Voltando a navegar nos oceanos...

Devagarei pela insensatez,
Pelas prosas, sonetos e rondeis,
E veremos...
"outras e estas como versos estes
onde mutuamente nos escrevemos"
Rascunho de Poeta
Enviado por Rascunho de Poeta em 13/09/2007
Reeditado em 13/09/2007
Código do texto: T650652

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rascunho de Poeta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
140 textos (7226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 22:41)
Rascunho de Poeta