Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESCULTURA DE VENTO / CHUVA DE VERSOS

Lá no alto,
onde a chuva foge dos trovões,
onde a lua sobe pelos andaimes de nuvens,
teço teu rosto com fibras de vento.

E mesmo quando,
o sol sobe pelas escadas do dia...
desnudando almas,
queimando lembranças,
teu rosto permanece no pensamento.

CHUVA DE VERSOS

Cá embaixo,
Há uma linda chuva de versos,
de emocionadas nuvens ao descobrir o luar,
vejo o teu rosto, a claridade me mostra.

O tempo passa...
ao pôr do sol, anoitece novamente
acariciando seres,
com o esquecimento da tristeza,
mantendo o teu rosto, sempre à vista.

Poema: Jamil Gabardo
Dueto: Maysa
Jamil Gabardo
Enviado por Jamil Gabardo em 26/09/2007
Código do texto: T669002

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jamil Gabardo
Curitiba - Paraná - Brasil, 54 anos
102 textos (3738 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:07)