Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu amor estou retornando!


Eu preciso te dizer que ainda te quero
Que preciso, que te espero
Não consigo nem dormir
Pois a cada sonho
Eu sinto a tua volta
Ouço até bater a porta
E vou correndo
te encontrar.

- Sim, meu amor!
Sou eu que bato a tua porta.
O passado não importa,
Irei contigo, seja o caminho que for.

Eu preciso te dizer de tudo um pouco
Do ciúme, do sufoco
E da solidão em mim
Eu viajo nas lembranças
Dos teus beijos
Sinto na pele o desejo
Do teu toque doce em mim.

- Não precisas ter ciúme,
Eu sou inteiramente tua.
Trago ainda meus lábios molhados
Pelos últimos beijos teus.
Naquela tarde fria,
Em que falamos a palavra Adeus.

Eu quero sentir o calor
Da tua boca me morder
Sentir teu corpo estremecer
Com um gemido meu!

- Trago-te não só o meu calor
Mas toda vontade de me entregar.
Quando morder na minha boca
Todos meus sentidos irão gritar.
Pois meu desejo latente,
Fará da gente,
Um só ser no momento em que iremos gozar.

Eu quero sentir tua mão
Tocar meu corpo, me apertar
Ouvir-te na "hora H"

- Tu sentirás,
Meus lábios, minha língua e minha mão
Na tua pele a brincar,
Apertando com jeitinho,
Tocando com carinho.

Dizer que sou teu...

-E com todo meu amor,
Vou gritar para o mundo ouvir
Este homem é meu!

Jorge Luis/MFrankust
Mel L Frankust
Enviado por Mel L Frankust em 17/10/2007
Reeditado em 17/10/2007
Código do texto: T697663

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel L Frankust
Goiânia - Goiás - Brasil
749 textos (34699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 08:08)
Mel L Frankust