Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pra Você





Pra Você   /  Pra Você

Me perdoa  das palavras mal interpretadas
da amizade exagerada ... de algo "especial"
que temos mas que ,forças, talvez as minhas
atrapalhem...

Nunca cobrei nada, entreguei-lhe sim
o que tinha a lhe oferecer:
minha amizade sincera.

Me perdoe, por ter te entregue a alma quando
deveria ter entregue o coração...

Desculpa não poder ficar com sua alma,
ela não me pertence, e sim ao Senhor,
a mim o coração em amizade é de bom tamanho.

Um "Amigo" que se vai é cicatriz eterna na
alma ... por isso ao entregá-la
 já estava machucada de você ou de mim,
não sei.:)

Nossa amizade começou como tantas outras, houve altos e baixo, alegria e
tristezas, não há cicatrizes, não me vou nem te vais. Os desacertos fazem parte de uma amizade que pretende ser sólida e se fundada nos alicerces do Senhor fortalecida esta.

Me perdoe, meu amigo...
Mas devolva minh'alma... serei vagante sem
ela...

Perdoar?
Como posso?
Quem sou eu para tal, se não apenas
mais um que caminha nas trilhas do aprendizado.
Tropeçando nas armadilhas da vida.
Não peças perdão nem tua alma.
Como alguém pode dar o perdão se também erra e tua alma somente Ele a
tem.

Carinho...
Angella
15-10-07
22:39h

Paz e Luz sempre
Paulo Mello
16.10.07
08:01
 
 
Paulo Mello
Enviado por Paulo Mello em 30/10/2007
Código do texto: T715864
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Mello
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 63 anos
446 textos (11382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:51)
Paulo Mello