Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tu e eu, diferentes e iguais

 

Diz-me como somos, eu e tu

Sou como sou, és como queres ser

Mas então não seríamos só um?

Seríamos antagónicos ou apenas desiguais?

Se é assim, porque não páras de procurar?

Quero explicação pra que possa entender

Entender o quê? Nada há a explicar.

Se nas brigas nos amamos, e nos queremos sempre mais.

 

Porque não pode ficar tudo como está?

Essas nossas diferenças que nos deixam tão distantes

Diz-me, como é que isso se resolverá?

Desaparecem no momento em que estamos envolvidos

Mas nós nunca deixámos de nos envolver,

Um ao outro num abraço como fazem os amantes

Mas os amantes não precisam entender.

No carinho e aconchego tudo então é resolvido.

 

Quero ser teu escravo, viver para te servir,

Não importa o que somos se o amor é quem domina

Então o que é que nos poderá dividir?

Diferentes, antagónicos ou o que mais se possa dizer

Deixa tudo o que possam comentar.

Nossa diferença nos liberta e a liberdade nos aproxima

 

 

E se tanta diferença não apaga a paixão

Nada a poderá apagar então.

Eu sou eu, você é você, apaixonados e distintos

Sim, distintos mas numa comum paixão.

O que vale é seguir o que diz o coração.

O meu coração diz que vivo para te amar.

 

Nádia Mello & FrancisFerreira

FrancisFerreira
Enviado por FrancisFerreira em 13/11/2007
Reeditado em 20/01/2008
Código do texto: T735734

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FrancisFerreira
Portugal, 58 anos
637 textos (32102 leituras)
4 áudios (101 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 00:57)
FrancisFerreira