Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARTE OBSERVA ANTARES (c/ Kathleen )


Aqui em meu lugar...
Calado pelo silêncio do céu,
Perdido no brilho do olhar,
Imaginação oculta num mundéu.

Antes fora de um brilho intenso,
Mas feriste a cabeça do leão.
Rivalidade no universo imenso,
Antares transcende Escorpião.

Vasculho a constelação num mirante,
Um ramalhete de estrelas da noite,
Antes que as nuvens num rompante,
Cubram o céu num breve açoite.

Imagino um grande brilho num sorriso,
Frágil máscara da dor cortando cores,
Marte ainda vermelho espelho inviso,
Que não demonstrou todos os fatores.

Chá acalma o nervosismo do café,
Sal da terra e o mel no próprio ato,
Acobertando a ferocidade em nua fé,
Alquimia no exótico perfume do mato.

Sob um eclipse o brilho antares,
A marca das horas, o risco das eras,
Sacrifício imolado nos altares,
Os sentidos afiando as esperas.

Mata a fome com tantos pratos,
Olhos vivos aos céus nas janelas,
Mas deixai os prantos aos cantos,
As queixas e teimas nas capelas.

Mas, acordai-vos para Antares,
Enquanto há céu limpo e noites calmas...
Vede brilho farto, clarão no ares,
Paixão nos corpos, paz nas almas.

© Walterbrios
19 de novembro de 2005

[Dueto com o poema SOU ANTARES, da amiga Kathleen Lessa]
Walter BRios
Enviado por Walter BRios em 19/11/2005
Reeditado em 03/05/2007
Código do texto: T73724
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Walter BRios
Salvador - Bahia - Brasil, 61 anos
358 textos (13842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:46)
Walter BRios