Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEUS OLHOS NOS TEUS...

Perturbam-te meus olhos?
Peixes ululantes, te ondeiam em marés?
Sóis te ofuscam?
Irreais te incitam uma questão?
Alheios, semeiam em teu âmago, ansiedade?
Na verdade, não são teus caçadores...
Pássaros, repousando nos teus, procuram ninhos...

Meus olhos vendo os teus se perde no infinito
O sol da tua alma me aquece num instante
Fingir? não adianta,  pois quando eu a fito
Meu âmago, então, teus olhos como amante

Desvendas sem segredo - se mostra à vontade
Na movimentação que ondeia como o mar...
Matamos o desejo e aquela ansiedade
Teus olhos meu amor, são loas à inspirar...

E dizem muito a mim - sem nada me dizer
Provocam-me depois, pois quero, então o sumo
Dos lábios de cereja - e o suco do prazer
Minha sereia ardente - sou eu o teu netuno?

Abraço-te  e te beijo - te encho de carinho
Qual pássaro depois, repouso em teu ninho

Ana Maria Gazzaneo
Gonçalves Reis

****************************************

Muito obrigado querida amiga, por permitir-me replicar o seu poema tão belo...

Gonçalves Reis
Enviado por Gonçalves Reis em 27/11/2007
Código do texto: T755485

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gonçalves Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil
1155 textos (73666 leituras)
1 áudios (107 audições)
1 e-livros (51 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 15:20)
Gonçalves Reis