Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Que venham as flores...

A primavera está chegando...
Quando houver tristeza

Dê um sorriso a quem encontrar
É tempo de ajudar a tudo brotar...

Se no teu pulso tiver tempestade
Que haja então um colo macio
Para os seus raios descarregar...

Quando suas sombras afogadas
Pedem um sol suave para iluminá-las
Com simpatia, dê a energia ramificada.

E um novo ar aquecido para assoprá-las...
Essas carícias irão revigorá-las
 
Namore com a vida, noive, case-se com ela!
Numa suavidade refinada... empreste esplendor.

Com a inteligência saborosamente afiada
Tornarás as horas mais felizes e aguçadas.

A delicadeza apoiada no hoje sem pressa
Com a promessa do amanhã muito melhor...
E os seus dias de alegria... resplandecerão!
 
Pense, discuta, verse
Sorria, chore, comemore
E mesmo que algo se quebre, conserte...

Imagine-se num jardim onde novas peles florescem
Onde a terra faz germinar novos amores...
Formando cenários de encantos em multicores.
 
Ouça novas canções...
De vozes... gostos...novos sentidos...
Vindos de outros corações perdidos

Onde mais percepções apreendidas
Também deles renascerão reunidas.

Nas almas em ti unificadas.
Encontradas numa sintonia fina...
Tocadas por uma sinfonia linda

Bailarão sobre teu peito deliciosamente...

Entre em êxtase...
Comemore no mesmo clímax das mentes...

Coma o azul no mesmo horizonte.

Mate a fome que estiver defronte
Vislumbre do mesmo ângulo do vértice...
Sobre as janelas arredondadas...

Circule pelos suspiros da noite...
Filtre o acúmulo dos desejos do dia...

Grite baixinho flexando alvos escolhidos.
Sob o enevoado dos estampidos escondidos...

Quando desaparecer os vazios dos ais
Aonde o tempo for...não ancore no cais
Mesmo no espaço...com o corpo em cansaço
A vida tem seus equilibristas...

Pois tudo se balança como num fio de arame tenaz...


Sinta-se como artista
Ame-se, invista-se com seu carinho

Dê seu colo. Abrigue-se o quanto for capaz...

Que venham as flores... na primavera em luz
Com a emoção que conduz tudo ao seu redor...
Num ritmo da leveza que seduz

Com a graça na esperança que passa...
Ame tudo o que puder e seja no tempo que for...
O amor e a vida nunca é demais...

Poesia em duo: Enise e Hildebrando Menezes

Que venham as flores...
Veja editado em vídeo

http://www.youtube.com/watch?v=WW6Z3ujlvUY
Navegando Amor
Enviado por Navegando Amor em 04/12/2007
Código do texto: T763883
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Navegando Amor
Brasília - Distrito Federal - Brasil
2059 textos (83075 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 05:42)
Navegando Amor