Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPAÇOS

Regulamentos
Circuitos fechados
Censura
Burocracia
É o universo denso que nos envolve
A incomunicação
O vínculo cego com a TV
A solidão decorrente
É preciso perceber as frestas
Os espaços criados a cada instante
Espaços que surgem da efetiva presença
Do despertar verdadeiro
Somente descobre as frestas aquele que sabe a direção
Sabe para onde caminha
Fruto de postura interna que decorre do auto-conhecimento
E que tal postura o situa na eternidade do agora.
O homem habita a forma e pode sempre transformá-la
Dos sons, a música
Das cores, as pinturas
Do barro, a imagem
Da palavra, os textos
E assim numa infindável dança...
O homem pode sempre abrir as frestas na forma
Se assim o desejar, com sua vontade consciente,
Pela fresta, enxerga a totalidade,
Pela fresta, pode efetivamente se comunicar com o outro
SílfedeRosa
Enviado por SílfedeRosa em 21/01/2006
Código do texto: T101855
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SílfedeRosa
Rio do Sul - Santa Catarina - Brasil
24 textos (1180 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:48)
SílfedeRosa