Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHOS VAGABUNDOS

Olhos que possam desvendar todas as nuances das coisas existentes. Olhos atentos e curiosos que perscrutem o âmago dos mistérios que envolvem o universo. Necessário se faz, que saibamos diferenciar as diversas formas de ver, e isso é realmente complicado, é uma verdadeira arte. A era veloz e tecnológica em que vivemos, nos tornou negligentes em relação à maneira de olharmos ao nosso redor. Hoje, a pressa de viver é tão essencial, que pouca atenção dispensamos aos detalhes do cotidiano e assim, nossos olhos se tornaram superficiais, enxergando apenas o necessário para sobrevivermos. Já não nos detemos diante de alguma coisa durante um espaço suficiente de tempo, para entendermos o seu cerne. Há apenas a admiração natural, como se o objeto de nossa atenção naquele momento, fosse algo banal e corriqueiro, até mesmo uma extensão de nós mesmos. É aí que reside o paradoxo entre o ver displicente e o enxergar com os olhos da alma, da emoção! É mister se ter "olhos vagabundos", que com sua versatilidade permitem que descubramos o incomensurável valor até mesmo de um minúsculo grão de areia. Que alguém seja então o pioneiro na sublime missão de parir tais olhos pelo mundo afora, possibilitando ao "robotizado" ser humano, descobrir o verdadeiro significado de olhar, profunda e minuciosamente, os fragmentos que fazem parte de um todo e que são a própria razão de sua existência.

Baby
Enviado por Baby em 31/01/2006
Código do texto: T106348
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Baby
Vitória - Espírito Santo - Brasil
587 textos (21956 leituras)
2 e-livros (177 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:30)
Baby