Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOBRE O REINO DE FOGO - Parte 1

                                  SOBRE O REINO DE FOGO
                                           PARTE I

" A vida se esvai pelo cérebro e pelos nervos(...). O nervosismo moderno é o grito do organismo que luta com o meio"
                                                                        ROSOLINO COELLA

A ESCURIDÃO QUE ENVOLVE O PASSO. AO PASSO QUE ENVOLVE O DIA,
                             O   ESPAÇO E A IDÉIA

Existe uma escuridâo que nos envolve - homens - seres humanos. Uma linha divisória. Entre o que somos e o que poderemos ser.

É um hábito. Também uma dolorosa experiência - a enfadonha cena cotidiana - de enfrentar a escuridâo. É um hábito. Pragmético. O ato de tatear as paredes invisíveis da vida. paredes. As mesmas que nos prendem. Réus. Argoneutas no oceano da vida.

Nascemos em luz. É um espetáculo. Crescemos no escuro. Poucos de nós rompem a linha. E morremos em descaso. Sós. Mesmo em uma catástrofe, acidente, terrorismo de massa - Em que a morte chega simultânea a vários de nós, morremos sós - Nenhum dos mortos morrerá junto, se nâo de sua memória pessoal. A memória, vive junto aos sentidos. E morre com eles. Só.

Morremos da vida que vivemos no escuro. E a ingênua reflexâo a cerca da escuridâo que nos acompanha até a solidâo do morrer, é um Teorema da vida. A prova escrita, pictórica, está nos jornais. Os jornais. Há neles mais escuridâo que luz, nestes temps, hoje. Há luz, sim, das fogueiras humanas, velas, pneus e carros queimados.

Se acima o Teorema prova. aquí, mesmo sem a ver, luz. Real. Suspiro ébrio de esperança. Por um fio de querer E ouso, assim dizer da Teoria minha. De teor especulativo. Opiniâo. Olhar, fio de luz sobre o rancor do escuro. Tateando a parede. Acuado no muro (que é também parede.`Parede maior. Fronteira entre o microcosmos domésticos e o social). Paredâo. Fuzilado de dor, por saber que é hipótese, quiméra. Vá lá." Haverá luz sobre a Terra (macrocosmo humano). Teoria da pura energia, que vem do amor" .



Sylvio Neto
Enviado por Sylvio Neto em 14/04/2005
Código do texto: T11275
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sylvio Neto
Belford Roxo - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
73 textos (11983 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:25)
Sylvio Neto