Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FUMAR... SUICIDIO A LONGO PRAZO

FUMAR... SUICIDIO A LONGO PRAZO
Marcial Salaverry

Crônica de um não fumante saudável. E cada vez mais feliz por jamais ter
fumado, pois fiquei sabendo da morte do filho de um amigo meu. Vi nascer
esse garoto. Lamentavelmente morre aos de 38 anos, devido a um enfisema
pulmonar. Portanto, mais uma vítima desse cruel assassino chamado tabaco.
Não consigo me conformar.
É incrível como nossos jovens ainda não se deram conta do veneno que
representa o ato de fumar. Uma autêntica tentativa de suicídio. O pior, é
que é suicídio consciente. Quando eu era jovem, e lá se vão mais de 40 anos,
os jovens só fumavam porque era lindo soltar aquela fumacinha pelas narinas.
Era ser macho... quem não fumava era até discriminado nas famosas
 "turminhas" de então.
Nunca fumei, por ter sabido observar os efeitos maléficos do "canudinho
fatal" nos pulmões de meu pai. Meu velho serviu de cobaia para mim que,
felizmente, soube ter o discernimento de NUNCA ter fumado, apesar das
pressões da turminha de colegas que insistiam para que eu fumasse. Por vezes
tiver que defender "no braço", meu direito de não fumar. Tive que provar
que, apesar de não fumar, era mais macho do que aqueles que fumavam... Na
realidade, ninguém tinha idéia do que realmente representa o ato de fumar,
quanto aos danos causados ao organismo.
Mas agora, com toda a mídia trabalhando nesse sentido, não se pode aceitar
que alguém comece a fumar alegando desconhecer os efeitos fatais que isso
provoca. Que me desculpem os fumantes. Mas que é falta de inteligência, não
se pode discutir. Saber o mal que provoca e mesmo assim fumar... é difícil
de assimilar.
Podem alegar que cada qual se mata como quer, mas pelo menos o façam longe dos não fumantes. Se quiserem que suas tendências suicidas sejam
respeitadas, respeitem também o direito à vida daqueles que preferem
maneiras mais suaves de morrer. Pode ser até com uma bala perdida. Pelo
menos não será suicídio.
O interessante é que até agora nenhum fumante conseguiu me explicar que
prazer pode haver em inalar veneno para os pulmões. Apenas garantem emprego aos pneumologistas.
Como não consigo mesmo entender, desisto de procurar explicações para tal
calamidade. Então, só me resta, por conseguinte, dar uma profunda respirada
no ar limpo da praia em um salutar passeio matinal.
Fico muito satisfeito quando alguém me fala que deixou de fumar.
Parabenizo com efusão todos aqueles que, num rasgo de lucidez, resolvem
abandonar esse vício.
Contudo, num rasgo democrático, desejo a todos UM LINDO DIA, certo de que
para os fumantes, será um pouco mais difícil te-lo...



Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 14/04/2005
Código do texto: T11302
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19843 textos (1961630 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:33)
Marcial Salaverry