Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não é à toa que andamos...

Não é à toa que andamos desencanando com as coisas. Afinal, qual é a importância que nos é merecida? Difícil até de dizer. Pouca ou quase nenhuma. E assim vamos tomando pequenas decisões até que uma nova porta se abra, para recomeçar em algum outro lugar.

Mudanças sempre são bem vindas. É preciso apenas um pouco de paciência. Sempre. Pode parecer conformismo, mas afirmo que não é. Devemos usar o tempo a nosso favor. Nunca contra. Nunca mesmo. Sempre parto do princípio, que cada dia que passa é um grande valor agregado à vida. É mais um grandioso dia vivido, saboreado com todas as suas cores, aromas, alegrias, cheiros, gostos, e tudo o mais que o tenha acompanhado. Nunca é apenas mais um dia. É o dia a mais na vida. E devemos ter em mente que ela é sempre muita curta, mesmo que se viva 100 anos, como pretendo viver. Como se sabe, enquanto encanamos com os problemas, vários vão tocando a vidinha sem esquentar com porra nenhuma. Desse trauma eu não quero padecer. Os chamados espertinhos de plantão de hoje, vão estar falidos e pedindo favores amanhã. Isso é certo, muito mais do que certo. O sujeito, dentro de toda sua hipocrisia, pode juntar uma quantidade quase infinita de grana. Mas, e daí? Vai ser um fodido de merda, que só vai ter lambe-saco por perto. Pode-se até dizer - mas ela tá com a grana e pouco se fodendo para o
resto - e você cheio de princípios mas de bolso vazio. Mas estou tranquilo, não tenho o rabo preso com ninguém, posso andar de cabeça erguida em qualquer porra de lugar, e faço as minhas coisas com muito mais gosto. Ter grana e poder gastar à vontade, sempre é muito legal. Mas ter que ficar pagando mico pra lambe-sacos de plantão, é foda. E o lambe-saco de hoje, pode ser o cara que vai te dar um tiro amanhã, bem no meio das costas.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 30/04/2005
Código do texto: T13999
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120254 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:39)
Peixão