Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Despedida

Em verdade a despedida é em si um exercício de vida, um toque de evolução, o destino da humanidade.
Há que se considerar que a cada despedida abre-se espaço para novidades se achegarem, compondo assim os elos da corrente do cotidiano que aprisiona, em certa medida, a impulsividade da alma!
Os equívocos que cometemos ao resistirmos e condenarmos toda despedida são responsáveis pelos desatinos presentes na existência humana. No entanto, ao nos entregarmos mansamente aos movimentos que a vida propicia, em meio às despedidas, vamos nos surpreendendo com a vitalidade que desabrocha em toda nova situação que emerge de cada despedida.
Encarar a despedida como um momento em que se fecha um ciclo e outro se abre, como se fosse uma espiral infinita, buscando a transcendencia.
Nunca um adeus, mas um aceno displicente, que traduz em verdade, o que a alma sente ao separar-se de uma parcela da prórpia vida.


Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 04/05/2005
Código do texto: T14720
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215175 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 01:54)
Priscila de Loureiro Coelho