Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que estamos valorizando?

Não acredito que essa alta do dólar sejam tão inesperada. Muito pelo contrário. Esse desgoverno primou justamente pelo conservadorismo do poder, mantendo em anos passados uma paridade totalmente irreal. Segurou-a até conseguir sua reeleição. Nesta seqüência, soltou o dólar ao mercado com mínimas variações, quando deveria ter feito desde o princípio do seu pacote econômico, para que o mesmo, esse dólar, estivesse hoje na casa dos R$ 4,00 ou mesmo R$ 6,00. Parece loucura, mas basta ver o tamanho da economia americana, comparativamente a economia brasileira. Algo superior 4, 5 ou 6 vezes maior. Esse seria o parâmetro para esse tal de dólar. Um preço lá em baixo, mínimo, a quem interessou? A população com certeza não, pois os índices de desempregos só fizeram aumentar. As diferenças sociais, só cresceram. E esses tais investidores ganharam muito dinheiro. Mas uma vez, o desgoverno preferil o capital estrangeiro especulativo a uma política que pudesse privilegiar o mercado interno, esse relegado a um último plano. O que se valorizou com isso? Nada. E esse ônus, o próximo governo vai ter que se virar para pagar, provavelmente, arroxando ainda mais os pobres, os miseráveis. Quem investe em bolsa hoje? Ou no dólar? Assalariados e aposentados, com certeza não. Mas sofrem todo a sorte de desgraças por causa dessa benesses aos investidores estrangeiros. Produção que é bom...
Isso é terra de ninguém. Não creio. No dia que esse desgoverno, passar a de fato, governar o país, mas com políticas que melhorem as condições já sub-humanas de sua população, talvez, até o dívida externa vire zero. Mas para quem interessa isso? Aos investidores estrangeiros, não, com certeza, pois assim podem continuar usando nosso país como o seu quintal, despejando todas as suas mazelas e tomando todas as nossas riquezas. Dólar, bolsa, FMI, o que afinal de contas o que estamos valorizando? Está faltando valorizar o nosso futuro. Isso é o que importa.

Peixão89
(Em algum momento naquele governo das aves...)
Peixão
Enviado por Peixão em 10/05/2005
Código do texto: T16153
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120253 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:58)
Peixão