Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As mãos.

____(Fragmento) Quando se fica nervoso, a resposta vem nas mãos: elas ficam agitadas. Mãos, estas garras anatômicas fazem o diabo!... São elas que lavam, passam e acenam para as amizades. Foi com elas que o ser humano subjugou os animais. Valendo de suas múltiplas aplicações, conquistou o mundo! Agarra tudo o que encontra e, quando seus donos são atrevidos, passeiam por cada lugares... Na falta de visão, por ter forte sensibilidade, pode conduzir o corpo através do tato. Nos anos dourados, era a mão que colhia as flores, escrevia o bilhete carinhoso ou empunhava o lenço e secava os olhos umedecidos pela emoção.
As mãos dos adversários quando se tocam, simbolizam a paz; se entre amigos, a amizade. Esse membro também substitui o corpo da mulher amada; quando o noivo se preparava para encarar o futuro sogro, era com elas que enxugava a testa; suada, segurava o chapéu impecável e se agitava enquanto a jovem espionava atrás da porta. Aí começava a confusão. Nervoso, o noivo, em vez de pedir a noiva em casamento, queria a sua mão; se a concessão ocorresse... qual delas? Nem uma ou outra. Ao noivarem é que seria feita a escolha, a eleita era a mão direita que durante meses expunha o anel da aliança. Quando se casavam, comprometiam a esquerda; imagine: namora-se uma e casa-se com a outra; deve ser por isso que essa união tem tendência à traição. Afinal, qual delas se casou?...  a destra que portou o anel de noivado ou a canhota que terá que usá-lo pelo resto da vida? Essa inquietação perdurava até o momento em que a porta se fechava e os fofoqueiros se distanciavam. É por isso que na hora do apalpe, do sobe e desce, do vai e vem, do pega pra capar... Usam-se as duas!
Ciro do Valle
Enviado por Ciro do Valle em 04/06/2006
Código do texto: T169070
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ciro do Valle
Salesópolis - São Paulo - Brasil
99 textos (5150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:31)
Ciro do Valle