Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O HOMEM E O EXERCICÍO DO PODER

Ao homem com capacidade em virtude de sua formação educacional ampla e variada.
Atribua-lhe, a esse homem, o poder de fazer e desfazer ao bel prazer, tal força, o poder, total e absoluta, antagonicamente fará germinar nesse homem a prepotência e a inveja, e ao alimentar ele tais sentimentos fará com que o melhor dos homens seja afastado do seu caminho.
O poder o levará às grandes riquezas, já a inveja é para esse homem desde o principio parte de sua natureza.
A prepotência e a inveja, esses dois defeitos suscitará, nesse homem, todas as formas de malvadezas: cometerá de fato inomináveis atrocidades umas devido à prepotência outras à inveja.
Se ele possui riquezas, razoável seria pensar esse homem despido de inveja, porém sente prazer com os que se assemelham a ele, mantendo-se atento as calunias. Invejando aos que conseguem manter-se fora da esfera da corrupção conservando o sentimento de respeito ao outro.
Sendo compreensível pensar que a centralização do exercício do poder, a um só, eleva ao homem inevitavelmente a categoria de tirano e despótico.
Então seria o poder melhor, exercido se distribuído à massa? Há para esta pergunta estudiosos que defendem a igualdade de poderes como confiável.
Contudo também existem os que se opõem à isonomia do poder. Baseando-se na tirania de determinado homem capacitado, a pesar de intolerável, seria uma prática consciente, sendo que a massa: desprovida de atributos: sócio-culturais e prepotente exerceriam o poder instintivamente.
Eis como o pensador Platão expõe as peculiaridades morais de quem exerce o poder mediante a descrição de suas paixões: “para o aristocrata – a bondade e a justiça; para o timocrático – a ambição, o desejo de honrarias; para o oligárquico - a fome de riquezas; para o democrático – o desejo imoderado de liberdade; para o tirano – a violência”.
“A forma da virtude é uma só, mas o vício tem uma variedade infinita” (Platão).

Deriva desse pensamento a proposição - A corrupção é ferramenta do poder ou o homem é apenas virtuoso, se e somente só, jamais for levado à prática de governar?

A refletir...

Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 26/06/2006
Código do texto: T182563

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 51 anos
476 textos (16067 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:42)
Cláudia Célia Lima do Nascimento