Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A minha paz

Deixa eu construir a minha paz...meu espaço...deixa que eu dirija meus atos...meus passos...
Nesse teu mundo as paredes estão gastas...as horas embruteceram...ao som dos teus senões e teus sonoros nãos...
Tão pouco de nós...nós continuamos a ser...acorda e olha pra fora de ti...o tempo passou...eu passei e tu também...e tão pouco de nós sobrou...
Visto meu casaco e vou a luta...fecha teus olhos...esquece essa lágrima seca...
os risos que tenho no rosto tem expressões que não conheces...
Não te dou meus sonhos...não divido...são tão meus...moram nas minhas entranhas...onde não quisestes visitar...
Fechamos essa página...não...não chore por mim...chore por ti e pelos teus sonhos que não soubeste sonhar...chora pelo amargor que cultivas...pela tua
alma presidiária de teus preconceitos...pela teu coração sem armas pra luta...
E eu? Eu sigo plantando sonhos...me banhando no lume das estrelas...namorando o luar ...que tu não conheces...
Dá-me de volta a liberdade de olhar o mundo fora dessa janela...de caminhar sobre os meus próprios passos...
Viva e me deixa viver!
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 25/05/2005
Código do texto: T19641

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55627 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:27)
Angélica Teresa Almstadter