Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Porque eu escrevo

Garanto que os meus Bom Dias costumam refletir um desejo imenso de que o dia seja realmente o que o enunciado diz...Ao transcrever em laudas, frases ou versos o que me vai na alma, são pensamentos de bem começar um dia, de jogar as tristezas fora, ainda que muitas vezes, seja ele carregado de angústia...
Não escrevo tristezas para que alguém seja solidário e por conseguinte, também se entristeça...não transcrevo angústias para ver outros angustiados...escrevo para sobreviver...escrever sobre emoções e sentimentos é tão vital para mim, quanto respirar...
A experiência tem me ensinado, que ao escrever e jogar no mundo as verdades da minh'alma e do meu coração, não só faço uma sangria necessária, como represento outros tantos corações que estão pactuando das mesmas sensações...sei que somos únicos, cada um de nós é um universo, mas temos muito em comum. Assim o que estou sentindo em determinado momento vai de encontro ao que outra pessoa também sentiu ou sente em algum momento...e por mais particular que seja o meu sentimento...alguém se acha nas minhas linhas e percebe que não está sozinho...assim como eu, quando leio um amigo...ou um outro escritor...essas trocas é que enriquecem nossas vidas.
Não tenho e nunca tive intenção de burilar sentimentos, que não fossem os meus próprios, assim como nunca penso em através de palavras e sentimentos gozar de privilégios junto a outras pessoas, mas confesso sem pudores que quando chego ao coração das pessoas sinto-me compensada por ter escrito um texto.
 Embora escreva em primeiro lugar para mim mesma, porque tudo que escrevo são reflexos de mim e do meu pensar, gosto de ser lida como todos que escrevem; não pela vaidade, de ser aplaudida ou ser reconhecida, mas por estar participando de um momento que seja, do dia de outras pessoas, que igualmente como eu são movidas por sentimentos e emoções.
Tenho por hábito conversar comigo mesma, nos meus mergulhos internos, quando estou em silêncio...e muito do que escrevo nasce desses momentos de introspecção. Gosto de esmiuçar o que estou sentindo e garimpar palavras para traduzir, o que nem sempre é muito fácil.
O fato de eu escrever um Bom Dia ou um Boa Noite, é só mais uma maneira carinhosa de transmitir e trocar energias, é pra mim um momento muito prazeroso, mesmo que as vezes, seja crivado de espinhos...
A vida é feita de alegrias e tristezas, de sonhos e angústias...não se pode viver de utopia 24 horas...entretanto quem consegue viver as mesmas 24 horas só de realidade?
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 30/05/2005
Código do texto: T20804

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55643 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:10)
Angélica Teresa Almstadter