Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Por esse Silva...

Já vai longe a noite que pensamos em mudar tudo
Já vai longe o dia que começou a primeira greve
Tanto tempo esperando mudanças que não vinham
E as que vinham, nada mudavam o nosso dia
E agora?
De estilingue para vidraça, uma peça
Um anverso do sistema que impera
Uma saída de um túnel há muito no escuro
E tudo o que se olha em volta
Precisa de uma nova mão, mãos a obra
Que tem muita gente ganhando sem nada fazer
E gente fazendo sem nada ganhar
E todo aquele que um dia já passou apertado
Sabe como o mês é longo sem dinheiro,
Sem trabalho, sem comida, sem perspectiva
E tudo que se olha em volta
Precisa de uma nova mão, mãos a obra
E quanta obra tem de fazer, companheiro!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 03/06/2005
Código do texto: T21802
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 01:55)
Peixão