Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Já não importa...

Não importa mais as horas...nem se os
 ponteiros são céleres...já não tenho mais
 pressa...não tenho para onde ir...
também não faz diferença se ficar...
Quebrei as vidraças e abri todas a janelas...
joguei fora os espelhos...
e deixo agora os ventos
entrarem e varrerem todas as lembranças...
espalharem pelo chão as poesias e as confissões...
nada ficou no lugar desde a última taça de champagne...
tudo ficou remexido
depois do temporal...e as poças estão por aí...
Os versos mastigados eu não posso mais guardar...
nem as ilusões e sonhos cabem mais nas gavetas...preciso de todo o ar
pra respirar...de todo espaço para deixar fugirem os pensamentos loucos...
os desejos baratos...esses meus olhares torpes...
Que venham as chuvas...e eu retiro meu teto...para lavar os
sentimentos agarrados no meu corpo...batizo com palavras novas
as primeiras inspirações...dou boas vindas
as novas angústias...e recebo com honras
as águas que virão se somar às poças das
minhas lágrimas...
O tempo ainda concede alguns vagos
na consciência para se dispersar perdidos
nas chamas bruxuleantes das velas
que choram...
Abafo no peito a canção que assombra
minhas lembranças...guardo
o amor que não morre...
enlutada abro os braços e abraço o tempo frágil...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 04/06/2005
Código do texto: T22179

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55633 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:39)
Angélica Teresa Almstadter