Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

" AMAR E FAZER AMOR "

Evaldo da Veiga





— Que é o homem, se sua máxima ocupação e o bem maior
 não passam de comer e dormir?

William Shakespeare






Viver pra comer e dormir é vagar em vida morta. 
Necessário ir muito além, que é viver neste e no outro mundo, 
ao mesmo tempo. 
Existem dois mundos aparentemente em um só. 
Em um deles, vivemos por inevitável, porque para viver no outro, dependemos dele. Não é ruim, porque o necessário é sempre bom. Também não é insípido, mas o gostinho maior é estar lá,
do outro lado do muro. 
Não precisa pular o muro, bastante fazer um portãozinho de acesso.

Os mundos devem conviver em harmonia, um dando suporte ao outro. No mundo do amor é o carinho e o gozo que realimentam
 o corpo e alma, fazendo com que um ame outro. 
Vá à lide e dê o melhor dos esforços. Voltando da lide,
 ou já no caminho, ame. 
Ame o amor em suas mais diversas manifestações.

Até que se chegue aos braços da mulher namorada, contemple as nuvens, sinta o vento e o perfume das flores. 
Olhando com verdadeira atenção os bichinhos, vê-se que
 os olhos são mansos e carinhosos, estimulando o convívio. 
Nada na natureza tem a leveza, o equilíbrio e a elegância da borboleta
 e o beija flor, somente a mulher amada, vista pela ótica do amor.

Contemple o caminho, e nele o passeio das borboletas e a reverência  com as flores. No encontro com a namorada, seu corpo e alma estarão aptos ao amor contemplação e ao amor tesão. Ame-a louca, santa e despudoradamente, sem fornicar-lhe o juízo.

É isso que o nosso querido Shakespeare quis dizer
em se referindo a ocupação máxima  rss.

N - Imagem, Tela do Pablo Picasso



evaldodaveiga@yahoo.com.br

Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 22/08/2006
Reeditado em 26/01/2007
Código do texto: T222250

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313611 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:09)
Evaldo da Veiga