Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhos, apenas um outro sonho

    Eu tive um sonho,apenas um sonho.Estou quase abusando o teto do meu quarto, meu companheiro imensurável juntamente com minha imagem.
    Acordei depois de um logo e reflexivo sono, deparo -me com tempos que já não são mais os mesmos desde de meu último parecer ao mundo, a morte não levou me a lugar algum, pois está é passageira perto de minha idade e tamanha imaturidade.
   Um dia sonhei enganar Chronos, assim como meu irmão Zeus enganou...uma questão de tempo pensava eu,o tempo passo e me condenou ao martírio da eternidade,antes pensava em ser um presente do tempo,agora entendo como castigo amigo, ter que viver com as mesmas incertezas e agora ter como certeza que não posso viver, e não consegui aprender,um dia eles me suspiram:

“O homem será um relógio capaz de produz sonhos “

Assim como o tic-tac constante são os nossos arquétipos involuntários e desconcertantes!

Nesses novos tempos sem estruturas e sem leis, apenas sigo homens que já nasceram póstumos a esse tempo, viram além de suas covas a era decadente e sub-servente que tudo e a todos se encontram...maiores pensamentos e acontecimentos são aqueles que mais tardiamente serão compreendidos,enquanto, tudo não passa de sonos

Sonhos, apenas sonhos,tudo é um outro sonho...

Assim caminho a procura de um arco-íris e do perdão dos Deuses para evitar sacrifícios...Que pena, eu vi a dança dos Deuses agora sou punido.

Mas será verdade?

“O forte é mais forte sozinho”

Acredito,está frase vai acompanhar-me por toda a vida,pois nunca desistirei de mim, pensando qual o futuro dos homo-sapiens depois do caos, me lembrei de um geopolítico  muito famoso que disse que “o caos é um dos caminhos para a construção”,então por isso eu construo uma parte de mim a cada dia,essa é uma historia que a cada dia prolonga-se mais e mais.

Além do caos, o que restará???

Vida simples e natural de ser, como uma forma da natureza vingativa ou justa incharca- se com seus filhos para mostra ao mundo e todo universo o triunfo,admirar sua fúria e sua beleza, mostrando ao intimo que uma parte de si ainda esta viva.

Pedrus Paz

Hephaestos VII
Enviado por Hephaestos VII em 05/09/2006
Código do texto: T233550
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hephaestos VII
Floresta do Piauí - Piauí - Brasil, 29 anos
12 textos (742 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:05)
Hephaestos VII